sábado, 25 de abril de 2015

1460- Momento Maiakowsky de Música: Caroço de Manga (Raul Seixas)



Caroço de Manga

Raul Seixas

Sempre que eu lhe dou a mão
Você segura no meu pé
Eu faço tudo por você
Tudo o que você quiser
Eu quero uma colher de chá
No grande jogo do xadrez
Não quero ver você chorar
Não quero ver você chorar
Tou aqui pro que vier
Eu danço o que você tocar
É só dar corda no boneco
Tango, Rock ou cha-cha-cha
Não tenho nada a perder
Aquilo que pintar eu tô
Porque eu gosto de você
Porque eu gosto de você
Essa vida inteira é uma brincadeira
É só ficar quieto e não dar bandeira
Você chupou a manga até o fim
E só deixou o caroço para mim
E melhor que isso só carnaval
Pegue essa motocicleta
E vá mostrar quem é você
Bota o seu blusão de couro
Agora é que eu quero ver
Na arrancada do futuro
Sem nunca pedir arrego
Nos olhos cegos do morcego
Nos olhos cegos do morcego
Essa vida inteira é uma brincadeira
Eu fico feliz com qualquer besteira
Você chupou a manga até o fim
E só deixou o caroço para mim
E melhor que isso só carnaval
Pegue essa motocicleta
E vá mostrar quem é você
Bota o seu blusão de couro
Agora é que eu quero ver
Na arrancada do futuro
Sem nunca pedir arrego
Nos olhos cegos do morcego
Nos olhos cegos do morcego

domingo, 15 de março de 2015

1459- Eu voltei....... para elogiar a Federação!

Depois de um bom tempo, volto a escrever neste blog e desta vez para elogiar a FEXERJ (calma, não me internem!).

Desde a "controvertida" eleição do Élcio, eu só havia acessado o site da FEXERJ uma vez para ver o calendário de torneios 2015 (opino sobre isso abaixo).

Hoje, olhei o site e gostei do que vi! A começar pelo folder do FEJ que mostra uma disposição de avanço nas categorias de base: a quantidade de realizadores em parceria com a Federação. E percebi também que os organizadores do FEC e FEJ centralizaram a arrecadação das inscrições em contas correntes individuais. Nada mais justo! quem se esforça na organização deve ficar com a receita (desde que registrada a posteriori na prestação de contas da Federação). É a descentralização necessária e incentivadora que a Federação deve fazer.

Agora, como ficarão as receitas da Federação? continuo opinando que a Federação só será forte quando implementar uma anuidade de jogador decente (como faz a CBX).

Outra coisa boa que vi foi a nota informativa repensando os campeonatos carioca e interior. Uma boa medida! decerto as distorções ocorridas no ano anterior justificaram isso. Aguardemos o anunciado caderno de encargos.

Agora, o calendário...isso eu não gostei! achei que a gestão do Mascarenhas tinha avançado neste ponto em relação à gestão Barata, apresentando um calendário mais equilibrado no sentido de as várias forças técnicas não ficarem muito tempo sem jogar. Imagine um mestre RJ de 25 anos que não tivesse condições de viajar fora do estado para competir. Pois bem, só há competição para ele no calendário em junho! E dizer que ele poderia competir em campeonatos internos de clubes não é argumento para mim. Outra coisa que não gostei do calendário foi a inserção de competições estranhas ao xadrez do RJ: o que tem a ver conosco o Aberto do Brasil de Campinas e o Continental das Américas?

Finalizando, vejo que agora presidente da FEXERJ tem que ter seu bordão: do simples "Avancemos" passamos para o "Ninguém é melhor do que todos nós juntos!"

Parabéns, Élcio, to gostando!!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

1458- Erros, erros e....... erros!


Zapata x Anand, Biel-1988. Derrota em 6 lances!

Mais capivaradas de Grandes Mestres AQUI!

Ai, ai, ai, Kasparov.......vídeo clássico, adoro!


Humm, tadinho do Anand, Cf1.........


O monstrinho também erra. Anand finalizou bem.

domingo, 18 de janeiro de 2015

1456- Eleições 2015 na FEXERJ: a questão é mais ampla


Na postagem nº 1449 deste blog eu fiz umas promessas e vou mantê-las, sabem, para este e os próximos anos.

Porém, vou me manifestar neste blog em um assunto que já debati ardorosamente na lista de discussão do clube de xadrez que sou sócio: as próximas eleições da FEXERJ, marcadas para o próximo dia 01 de fevereiro. Vou resumir minha posição pessoal: na minha opinião, o processo eleitoral foi pouco transparente (a informação da desistência da candidatura do Mascarenhas era para poucos, uma informação privilegiada que inviabilizou a possibilidade de candidaturas interessadas) e a chapa única inscrita é ilegal. O temor à determinada candidatura foi uma balela que não pode servir de argumento para viciarem o processo nos quesitos da legalidade e da moralidade. Não se pode admitir uma "ação entre amigos", cujo comando e interesse maior é externo à Federação.

Não é nada contra pessoas. Admiro o trabalho e a competência do AI Élcio Mourão, um cara bonachão, atencioso.

Dois clubes do Rio já se rebelaram. Publicaram um ótimo texto, vejam AQUI , cujos argumentos eu concordo. E também enviaram uma carta ao presidente da Comissão Eleitoral. Até blogs desativados voltaram à ativa, justificadamente.

Espero que os demais clubes do RJ apóiem os clubes citados.

Porém, enxergo a questão um pouco mais ampla. Relaciona-se a assuntos de extrema importância ficarem submetidos ao poder decisório de poucos.

As decisões ficam restritas aos clubes, porque eles querem assim! os jogadores (que sustentam as entidades) ficam alijados do poder decisório nas questões cruciais. Os jogadores não têm a mínima representação nos processos decisórios. Dizer que os dirigentes dos clubes irão representar a vontade da maioria dos seus jogadores é balela! eu vi uma demonstração cabal disso muito recentemente. Os dirigentes representam as suas vontades pessoais.

Vejam o que acontece na CBX e outras confederações esportivas. As decisões importantes em prol da coletividade ficam restritas a alguns dirigentes (e muitas procurações!).

O modelo de gestão é ultrapassado. Um modelo arrecadatório (dos jogadores) mas sem nenhuma PRESTAÇÃO DE CONTAS. Um modelo de gestão que não é compartilhado com os jogadores, onde estes só tem obrigações e não conseguem enxergar seus direitos. É preciso dar REPRESENTAÇÃO AOS JOGADORES!

Vivemos numa época onde não precisamos mais sair de casa pra desfrutar um xadrez de boa qualidade. Jogamos em casa, treinamos à distância. As entidades precisam acompanhar isso. Os clubes têm que redirecionar sua razão de existir, não podem ser apenas um lugar de prática. E as federações e confederações devem compartilhar suas gestões, devem apresentar e discutir seus PLANOS ESTRATÉGICOS para um corpo de dirigentes e jogadores quantitativa e qualitativamente representados. Os jogadores devem saber em que seus recursos são aplicados, como são aplicados.

Bom, eu não posso ajudar mais os dirigentes que lideram a Campanha pela Legalidade na Eleição da FEXERJ. Eles têm que conseguir os votos de seus pares, só os dirigentes votam. 

Boa sorte! espero que os demais clubes os acompanhem.




1455- Maiakowsky, o "Serial Resign"!


"Serial Resign" é um apelido "carinhoso" que me foi dado pelo MI uruguaio Luis Rodi. Faz alusão aos campeonatos em que eu não jogo até o fim.

Abandonei mais um! o Floripa Open! foi um puta torneio, bateu recorde nacional de participações e os caras que se esforçaram (Marcelo Pomar, Kaiser Mafra e outros) estão de parabéns!

Chess Results AQUI!


Nada justifica eu ter pendurado uma peça em 12 lances contra o Quintiliano na 3ª rodada (após uma desastrada abertura) e ter jogado muito mal as outras rodadas (joguei só as 4 primeiras) e ninguém me pede para explicar nada mas o problema é que não planejei: o tipo de hotel que fiz a reserva, se o centro de Floripa oferecia opções de comer tarde da noite (as rodadas terminavam em geral depois da meia noite), a questão da mobilidade urbana (se há muita oferta de táxis- não ando de ônibus), etc....
Enfim, as condições não estavam boas para mim, senti muitas dificuldades e isso afeta meu humor!

Mas, tudo é aprendizado. VOU JOGAR o Floripa 2016 e já sei o que terei de fazer!

O "Serial Resign" será quebrado no próximo fim de semana. Vou prestigiar o Mascarenhas jogando o Aberto do Rio e jogarei as 5 rodadas (na primeira estarei trabalhando) !

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

1454- Minha visita ao Club Argentino de Ajedrez

Passei o reveillon em Buenos Aires e aproveitei para visitar o famoso e centenário Club Argentino de Ajedrez, na esperança de tirar fotos do "Museu del Ajedrez". Na imagem acima, o salão principal com o quadro de Najdorf no alto.

Boa infra estrutura, tradicional, clássica.


 Mas há uma sala de computadores para os sócios.

 Planilhas do match Alekhine x Capablanca, 1927.



 Peças utilizadas no match.




Em uma das salas de troféus. As caixinhas azuis são de "Reclamações" e "Sugestões".


 Mural onde Najdorf e outros grandes deram classes!



 O pessoal jogando um torneio de Rápidas. Ué, eu conheço aquele capi de camisa verde!


 Ao subir para o 2º andar da casa me dei conta que a FIDE só teve 6 (seis) presidentes na sua história. Mas ainda não conferi. Poucos né?



 Bati um papinho com o MI Horacio Saldaño.



 E o capi era o Alexano Herman Mathow!! veio dançar uns tangos!!



1453- 1º ABERTO DO BRASIL CASA DE FAZER !!


Realização: Casa de Fazer – Campinas SP.
Registrado sob IDE CBX 2514/15.
Diretor do Torneio: MF Alberto Mascarenhas
Arbitragem: AI Élcio Mourão
 
Nos dias 20, 21 e 22 de março de 2015 acontecerá o 1º Aberto de Xadrez do Brasil na Casa de Fazer em Campinas. O torneio, que acontecerá todos os anos, indicará os dois melhores classificados
para a Fase Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto da região e contará para a movimentação de rating CBX e FIDE.
Participação – Aberta a todo enxadrista cadastrado e em dia com a CBX em 2015, limitada aos primeiros 110 inscritos.
Premiação: Total de R$ 5.000,00
Casa de Fazer - Av. Dona Maria Franco Salgado 674, Sousas - Campinas SP CEP 13106-290

FOLDER COMPLETO AQUI!