segunda-feira, 18 de abril de 2011

963- Torneio de Composição pelo Centenário de Nascimento de Felix Sonnenfeld




Sonnenfeld com Gil Cleber, autor do livro Felix Sonnenfeld, o Mosqueteiro do Rei. Foto de 1992. Vejam uma interessante entrevista com Gil Cleber em O Problemista.

Sonnenfeld e Max Euwe (5º Campeão Mundial e ex-presidente da FIDE), no Interzonal de Petrópolis, 1973.

Sonnenfeld, que atuou como árbitro auxiliar do Interzonal de 1973 em Petropolis, sempre que tinha uma oportunidade, mostrava as suas composições aos grandes mestres presentes. Na foto o vemos mostrando uma delas ao Keres, sob o olhar atento da baiana Ruth Cardoso, que foi campeã brasileira feminina de xadrez.

Felix Sonnenfeld foi um carioca descendente de alemães que muito fez pelo xadrez carioca e brasileiro. Bi-campeão mundial de mates ajudados, foi presidente da Federação Metropolitana de Xadrez (anterior à Fexerj) e diretor da Confederação Brasileira de Xadrez.
Abaixo o texto do Torneio de Composição pelo Centenário de Nascimento de Felix Sonnenfeld. Excelentes problemas de renomados compositores estão inscritos. O diretor da prova é o carioca Marcos Roland.

AWARD OF THE FELIX SONNENFELD CENTENARY TOURNEY (2010)

INTRODUCTION (By Marcos Maldonado Roland)

First of all, I would like to thank Ricardo Vieira, for inviting me to be the Director of this
tourney, which celebrates the centenary of the birth of the distinguished Brazilian composer Felix Alexander Sonnenfeld, who left us in 1993.
Uri Avner was invited to be the judge, and he accepted. I think Felix would be pleased with the excellent work that Uri has accomplished, and I thank Uri very much for the friendly and constructive contact we have had during the last months.
I received 67 entries by 39 authors from 22 countries. Two entries were not considered
because they were clearly unthematic. So, I sent in anonymous form to the judge 65 originals, by the following authors:

Argentina: Jorge Kapros & Jorge Lois (VIII, XXVI, XLVI, LIX)
Bosnia-Hercegovina: Fadil Abdurahmanovic (LII)
Brazil: Almiro Zarur (XI, XIII, XV, XXIII, XXXII, LVII); Ricardo de Mattos Vieira (VI,
VII, XXXVII, LXII); Almiro Zarur & Ricardo de Mattos Vieira (XLI)
Czech Republic: Vladimír Koči (LIV)
Finland: Jorma Pitkänen (XXV)
France: Maryan Kerhuel (LX); Pierre Tritten (IV)
Germany: Christer Jonsson (XXIV), Klaus Funk (XXXIX)
Great Britain: Chris Tylor (I, XLIII)
Greece: E. Manolas, I. Kalkavouras & T. Argirakopoulos (IX, L, LVIII); E. Manolas & I.
Kalkavouras (LXI)
Hungary: János Csák (XXVII, LIII)
Israel: Emanuel Navon (LI); Emanuel Navon & Jean Haymann (LXIII); Israel Tzur (XIV,
XXXVI); Jacques Rotenberg (XXXIV); Jean Haymann (XLII, XLV); Jean Haymann &
Shaul Shamir (XXXVIII); Menachem Witztum (XII, XX, XLIX); Yossi Retter (XIX)
Italy: Francesco Simoni (II); Pietro Pitton (XVIII, XXVIII, XXIX)
Italy/France: Mario Parrinello (ITA), Michel Caillaud (FRA) & Marco Guida (ITA) (XVII)
Macedonia: Zivko Janevski (XXXV)
Mongolia: Lkhundevin Togookhuu (LVI)
Netherlands: Henk Weenink (XVI)
Poland: Stephan Milewski (XLVII)
Russia: Vasily Chernykh (LXIV, LXV); Viktor Chepizhny (XXI, XLVIII, LV)
Serbia: Borislav Gadjanski (III, X)
Slovakia: Zoltan Labai (V, XXII, XLIV)
Spain: Luis Miguel Martín (XL)
Switzerland: Andreas Schönholzer (XXX, XXXI)
Ukraine: Viktor Syzonenko (XXXIII)

Any claims must be sent to my e-mail marcosroland@terra.com.br until July 31, 2011.


Rio de Janeiro, April 11, 2011
Marcos Maldonado Roland

3 comentários:

amasca disse...

Justa homenagem ao grande Sonnenfeld, com tive o prazer de conviver e aprender bastante sobre organização de torneios (no âmbito estadual/municipal e no âmbito universitário), numa época ainda sem computadores!

Como árbitro, ele era imbatível na confecção de quadros de pontuação bem grandes, com uma caligrafia e capricho ímpares. Nunca ví nada igual. E adorava debater sobre as regras de emparceiramento suíço.

Quanto aos seus problemas de mate ajudado, ele era um apaixonado por manobras conjugadas de cavalos, fato que os especialistas como Mano, Stelling e Roland podem abordar bem melhor que eu. Verdadeiras jóias da composição artística.

Boas recordações de uma pessoa de agradável convívio e que soube viver a vida!

Mascarenhas

Problemas de Xadrez disse...

Parabéns ao Marcos Roland por promover esta bela e merecida homenagem ao grande Felix.
LM

alfredops1943 disse...

Fico feliz de ver o blogo do Maia publicar as fotos do Sonnenfeld por mim tiradas em Petrópolis, no Interzonal de 1973.

Nos anos 80 eu o Sonnenfeld dirigimos vários torneios no Rio e em São Paulo.

Alfredo Pereira dos Santos