quarta-feira, 29 de setembro de 2010

737- GM Darcy Lima eleito Presidente Adjunto da FIDE Américas


Eleições FIDE - Brasil assume posição de destaque na FIDE Américas.
O GM Darcy Lima foi eleito Presidente Adjunto da FIDE Américas (por 28 votos a 2). Parabéns!!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

736-Manifesto de artistas e intelectuais pela democracia e pelo povo

Assine também esse abaixo-assinado
http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7080

À NAÇÃO - Manifesto de artistas e intelectuais pela democracia e pelo povo:

Em uma democracia nenhum poder é soberano.
Soberano é o povo.
É esse povo – o povo brasileiro – que irá expressar sua vontade soberana no próximo dia 3 de outubro, elegendo seu novo Presidente e 27 Governadores, renovando toda a Câmara de Deputados, Assembléias Legislativas e dois terços do Senado Federal.
Antevendo um desastre eleitoral, setores da oposição têm buscado minimizar sua derrota, desqualificando a vitória que se anuncia dos candidatos da coalizão Para o Brasil Seguir Mudando, encabeçada por Dilma Rousseff.
Em suas manifestações ecoam as campanhas dos anos 50 contra Getúlio Vargas e os argumentos que prepararam o Golpe de 1964. Não faltam críticas ao “populismo”, aos movimentos sociais, que apresentam como “aparelhados pelo Estado”, ou à ameaça de uma “República Sindicalista”, tantas vezes repetida em décadas passadas para justificar aventuras autoritárias.
O Presidente Lula e seu Governo beneficiam-se de ampla aprovação da sociedade brasileira. Inconformados com esse apoio, uma minoria com acesso aos meios, busca desqualificar esse povo, apresentando-o como “ignorante”, “anestesiado” ou “comprado pelas esmolas” dos programas sociais.
Desacostumados com uma sociedade de direitos, confunde-na sempre com uma sociedade de favores e prebendas.
O manto da democracia e do Estado de Direito com o qual pretendem encobrir seu conservadorismo não é capaz de ocultar a plumagem de uma Casa Grande inconformada com a emergência da Senzala na vida social e política do país nos últimos anos. A velha e reacionária UDN reaparece “sob nova direção”.
Em nome da liberdade de imprensa querem suprimir a liberdade de expressão.
A imprensa pode criticar, mas não quer ser criticada.
É profundamente anti-democrático – totalitário mesmo – caracterizar qualquer crítica à imprensa como uma ameaça à liberdade de imprensa.
Os meios de comunicação exerceram, nestes últimos oito anos, sua atividade sem nenhuma restrição por parte do Governo.
Mesmo quando acusaram sem provas.
Ou quando enxovalharam homens e mulheres sem oferecer-lhes direito de resposta.
Ou, ainda, quando invadiram a privacidade e a família do próprio Presidente da República.
A oposição está colhendo o que plantou nestes últimos anos.
Sua inconformidade com o êxito do Governo Lula, levou-a à perplexidade. Sua incapacidade de oferecer à sociedade brasileira um projeto alternativo de Nação, confinou-a no gueto de um conservadorismo ressentido e arrogante.
O Brasil passou por uma grande transformação.
Retomou o crescimento. Distribuiu renda. Conseguiu combinar esses dois processos com a estabilidade macroeconômica e com a redução da vulnerabilidade externa. E – o que é mais importante – fez tudo isso com expansão da democracia e com uma presença soberana no mundo.
Ninguém nos afastará desse caminho.
Viva o povo brasileiro.

Leonardo Boff
Maria Conceição Tavares
Oscar Niemeyer
Marilena Chaui
.
.
.
.

735- DILMA PRESIDENTE!!

Matéria de jornal inglês:
http://www.independent.co.uk/news/world/americas/the-former-guerrilla-set-to-be-the-worlds-most-powerful-woman-2089916.html

Tradução:

por Hugh O’Shaughnessy, no ”The Independent”

A mulher mais poderosa do mundo começará a andar com as próprias pernas no próximo fim de semana. Forte e vigorosa aos 63 anos, essa ex-líder da resistência a uma ditadura militar (que a torturou) se prepara para conquistar o seu lugar como Presidente do Brasil.

Como chefe de estado, a Presidente Dilma Rousseff irá se tornar mais poderosa que a Chanceler da Alemanha, Angela Merkel e que a Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton: seu país enorme de 200 milhões de pessoas está comemorando seu novo tesouro petrolífero. A taxa de crescimento do Brasil, rivalizando com a China, é algo que a Europa e Washington podem apenas invejar.

Sua ampla vitória prevista para a próxima eleição presidencial será comemorada com encantamento por milhões. Marca a demolição final do “estado de segurança nacional”, um arranjo que os governos conservadores, nos EUA e na Europa uma vez tomaram como seu melhor artifício para limitar a democracia e a reforma. Ele sustenta um status quo corrompido que mantém a imensa maioria na pobreza na América Latina, enquanto favorece seus amigos ricos.

A senhora Rousseff, a filha de um imigrante búlgaro no Brasil e de sua esposa, professora primária, foi beneficiada por ser, de fato, a primeira ministra do imensamente popular Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ex-líder sindical. Mas com uma história de determinação e sucesso (que inclui ter se curado de um câncer linfático), essa companheira, mãe e avó será mulher por si mesma. As pesquisas mostram que ela construiu uma posição inexpugnável – de mais de 50%, comparado com menos de 30% – sobre o seu rival mais próximo, homem enfadonho de centro, chamado José Serra. Há pouca dúvida de que ela estará instalada no Palácio Presidencial Alvorada de Brasília, em janeiro.

Assim como o Presidente Jose Mujica do Uruguai, vizinho do Brasil, a senhora Rousseff não se constrange com um passado numa guerrilha urbana, que incluiu o combate a generais e um tempo na cadeia como prisioneira política.

Quando menina, na provinciana cidade de Belo Horizonte, ela diz que sonhava respectivamente em se tornar bailarina, bombeira e uma artista de trapézio. As freiras de sua escola levavam suas turmas para as áreas pobres para mostrá-las a grande desigualdade entre a minoria de classe média e a vasta maioria de pobres. Ela lembra que quando um menino pobre de olhos tristes chegou à porta da casa de sua família ela rasgou uma nota de dinheiro pela metade e dividiu com ele, sem saber que metade de uma nota não tinha valor.

Seu pai, Pedro, morreu quando ela tinha 14 anos, mas a essas alturas ele já tinha apresentado a Dilma os romances de Zola e Dostoiévski. Depois disso, ela e seus irmãos tiveram de batalhar duro com sua mãe para alcançar seus objetivos. Aos 16 anos ela estava na POLOP (Política Operária), um grupo organizado por fora do tradicional Partido Comunista Brasileiro que buscava trazer o socialismo para quem pouco sabia a seu respeito.

Os generais tomaram o poder em 1964 e instauraram um reino de terror para defender o que chamaram “segurança nacional”. Ela se juntou aos grupos radicais secretos que não viam nada de errado em pegar em armas para combater um regime militar ilegítimo. Além de agradarem aos ricos e esmagar sindicatos e classes baixas, os generais censuraram a imprensa, proibindo editores de deixarem espaços vazios nos jornais para mostrar onde as notícias tinham sido suprimidas.

A senhora Rousseff terminou na clandestina VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares). Nos anos 60 e 70, os membros dessas organizações sequestravam diplomatas estrangeiros para resgatar prisioneiros: um embaixador dos EUA foi trocado por uma dúzia de prisioneiros políticos; um embaixador alemão foi trocado por 40 militantes; um representante suíço, trocado por 70. Eles também balearam torturadores especialistas estrangeiros enviados para treinar os esquadrões da morte dos generais. Embora diga que nunca usou armas, ela chegou a ser capturada e torturada pela polícia secreta na equivalente brasileira de Abu Ghraib, o presídio Tiradentes, em São Paulo. Ela recebeu uma sentença de 25 meses por “subversão” e foi libertada depois de três anos. Hoje ela confessa abertamente ter “querido mudar o mundo”.

Em 1973 ela se mudou para o próspero estado do sul, o Rio Grande do Sul, onde seu segundo marido, um advogado, estava terminando de cumprir sua pena como prisioneiro político (seu primeiro casamento com um jovem militante de esquerda, Claudio Galeno, não sobreviveu às tensões de duas pessoas na correria, em cidades diferentes). Ela voltou à universidade, começou a trabalhar para o governo do estado em 1975, e teve uma filha, Paula.

Em 1986 ela foi nomeada secretária de finanças da cidade de Porto Alegre, a capital do estado, onde seus talentos políticos começaram a florescer. Os anos 1990 foram anos de bons ventos para ela. Em 1993 ela foi nomeada secretária de minas e energia do estado, e impulsionou amplamente o aumento da produção de energia, assegurando que o estado enfrentasse o racionamento de energia de que o resto do país padeceu.

Ela tinha mil quilômetros de novas linhas de energia elétrica, novas barragens e estações de energia térmica construídas, enquanto persuadia os cidadãos a desligarem as luzes sempre que pudessem. Sua estrela política começou a brilhar muito. Mas em 1994, depois de 24 anos juntos, ela se separou do Senhor Araújo, aparentemente de maneira amigável. Ao mesmo tempo ela se voltou à vida acadêmica e política, mas sua tentativa de concluir o doutorado em ciências sociais fracassou em 1998.

Em 2000 ela adquiriu seu espaço com Lula e seu Partido dos Trabalhadores, que se volta sucessivamente para a combinação de crescimento econômico com o ataque à pobreza. Os dois se deram bem imediatamente e ela se tornou sua primeira ministra de energia em 2003. Dois anos depois ele a tornou chefe da casa civil e desde então passou a apostar nela para a sua sucessão. Ela estava ao lado de Lula quando o Brasil encontrou uma vasta camada de petróleo, ajudando o líder que muitos da mídia européia e estadunidense denunciaram uma década atrás como um militante da extrema esquerda a retirar 24 milhões de brasileiros da pobreza. Lula estava com ela em abril do ano passado quando foi diagnosticada com um câncer linfático, uma condição declarada sob controle há um ano. Denúncias recentes de irregularidades financeiras entre membros de sua equipe quando estava no governo não parecem ter abalado a popularidade da candidata.

A Senhora Rousseff provavelmente convidará o Presidente Mujica do Uruguai para sua posse no Ano Novo. O Presidente Evo Morales, da Bolívia, o Presidente Hugo Chávez, da Venezuela e o Presidente Lugo, do Paraguai – outros líderes bem sucedidos da América do Sul que, como ela, têm sofrido ataques de campanhas impiedosas de degradação na mídia ocidental – certamente também estarão lá. Será uma celebração da decência política – e do feminismo.


Dra. Cureau, seus colegas não dão entrevista, trabalham

Viva o Ministério Público que não se entrega ao jogo midiático e age contra quem deve agir, independente de partido ou candidato. Honra aos procuradores da República do meu Rio Grande que não se preocupam em ser simpáticos aos interesses poderosos dos meios de comunicação.

Agora há pouco, deu no Estadão:

” A promotora eleitoral Margarida Teixeira de Moraes, do Ministério Público do Rio Grande do Sul, ofereceu denúncia contra o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, por calúnia e difamação contra o PT e o candidato ao Senado pelo partido, Fernando Pimentel (MG), à Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul.

No texto da denúncia, encaminhada no dia 24 de setembro e tornada pública nesta segunda-feira pelo site do PT, a promotora afirma que Serra, “visando fins de propaganda eleitoral, difamou o Partido dos Trabalhadores ao afirmar que o mesmo tem ligações com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia”. Para sustentar, transcreve trecho de entrevista dado pelo tucano ao jornal Zero Hora de 23 de julho, na qual ele, ao comentar declarações de seu vice Índio da Costa (DEM), diz que “está mais do que evidenciado que o PT tem ligação com as Farc, que, por sua vez, são uma força do narcotráfico”.

No segundo fato da mesma denúncia, a promotora também sustenta que Serra caluniou Pimentel imputando-lhe falsamente fatos definidos como crime, como violação de sigilo funcional e formação de quadrilha. E transcreve outro trecho da mesma entrevista, no qual o candidato, questionado sobre a quebra de sigilo de Eduardo Jorge, responde: “É estratégia do PT. Eles tinham montado um grupo de dossiê sujo. Dossiê limpo não é obrigatoriamente algo criminoso. Quando é feito com baixaria, você está comprando depoimento. Isso é jogo sujo, e o PT estava montando isso e foi descoberto. Tudo coordenado por um personagem importante do PT, que é o Fernando Pimentel. Não é um Zé Ninguém. Uma delas foi começar a quebrar sigilo usando de funcionários ligados ao PT”.

Mas o mais legal em tudo isso é a frase que encerra a matéria: ” A promotora não atendeu a imprensa para comentar a denúncia”.

Procurador, assim como juiz, não fala aos microfones senão, como diziam aqueles antigos anúncios nos ônibus, “senão para dizer apenas o essencial”. Fala nos autos dos processos.


Texto de Emir Sader publicado na Carta Maior

Quem tem medo da democracia?


O momento mais trágico da história brasileira – o do golpe de 1964 e da instauração do pior regime político que o Brasil já teve, a ditadura militar – foi o momento da verdade da democracia. O momento revelou quem estava a favor e quem estava contra a democracia. E quem pregava e apoiava a ditadura. Foi um divisor definitivo de águas. O resto são palavras que o vento leva. A posição diante da ditadura e da democracia, na hora em que não havia outra alternativa, em que a democracia estava em risco grave – como se viu depois – foi decisiva para definir que é democrata e quem é ditatorial no Brasil.


Toda a velha imprensa, que segue ai – FSP, Globo, Estadão, Veja – pregou e apoiou o golpe militar, compactuou com a destruição da democracia no Brasil e enriqueceu com isso. Compactuou inclusive com a destruição da Última Hora, o único jornal que sempre resistiu à ditadura. O mesmo aconteceu com a maior parte da elite política da época – uma parte da qual ainda anda por aí, quase todos dando continuidade ao mesmo papel de inimigos da democracia, mesmo se disfarçados de democratas.


A história contemporânea é continuação daquela circunstância e da ditadura que ela instaurou. Se o amplo apoio ao governo Lula provêm, no essencial, em ter, pela primeira vez, diminuído a desigualdade, a injustiça e a exclusão social no Brasil, isto se deve, em grande parte, à monstruosa desigualdade que o modelo implantado pela ditadura – fundado na liberdade total ao capital e no arrocho dos salários, acompanhado da intervenção em todos os sindicatos – promoveu.


Da mesma forma que a polarização atual da política brasileira se centra de novo em torno da alternativa democracia/ditadura. Como naquela época, ambos os lados dizem falar em nome da democracia. Como naquela época, toda aquela imprensa e parte da elite política tradicional, falam da democracia – que eles mesmos ajudaram a massacrar ao pregar e apoiar a instauração da ditadura no Brasil –, mas representam a antidemocracia, representam os interesses tradicionais das elites, que resistem à imensa democratização por que passa o Brasil.


O golpe de 1964 foi realizado para evitar a continuidade de um processo de ampla democratização por que passava o Brasil. A política econômica do governo Jango, a extensão da sindicalização – aos funcionários públicos, aos trabalhadores rurais -, as lutas populares por mais direitos, o começo de reforma agrária, incorporavam crescentes setores populares a direitos essências. Mas isso não era funcional aos interesses das elites dirigentes, comprometidas com interesses econômicos voltados para o consumo das camadas mais ricas da sociedade – a indústria automobilística era o eixo da economia – e para a exportação, em detrimento do mercado interno de consumo popular.


O golpe e a ditadura militar fizeram um mal profundo para o Brasil, mas favoreceram o capitalismo fundado nas grandes corporações nacionais e internacionais, que lucraram como nunca – entre elas os próprios grupos econômicos da mídia. A gritaria de que a democracia estava em perigo, em 1964, serviu para acobertar a ditadura e o regime mais antipopular que já tivemos.


Agora o quadro se repete, já não mais como tragédia, mas como farsa. Vivemos de novo um processo de ampla e profunda democratização da sociedade brasileira. Dezenas de milhões de brasileiros, que nunca haviam tido acesso aos bens mínimos à sobrevivência, adquirem o direito de tê-los, para viver com um mínimo de dignidade. O mercado interno de consumo popular passou a ser elemento integrante essencial do modelo econômico.


A sociedade brasileira, que era a mais desigual da América Latina – que, por sua vez, é o continente mais desigual do mundo -, pela primeira vez, começou a ser menos desigual, menos injusta. Isso incomoda às elites conservadoras brasileiras. Já não podem dispor do Estado brasileiro – e das empresas estatais – como sempre dispuseram. Os donos de jornais, rádios e TVs, já não têm um presidente da república que almoce e jante com eles, com todas as promiscuidades decorrentes daí.


Sentem que o poder se lhes escapa das mãos. Que um presidente – nordestino e operário de origem – conquistou um prestigio e um apoio popular, apesar deles. Tem medo do povo. Quando se dão conta da democratização que começou a acontecer, logo retomam os seus fantasmas da guerra fria e gritam que a democracia está em perigo, quando o que está em perigo são os seus privilégios.


São os mesmos que confundiam seus privilégios com democracia – porque assimilavam democracia com regime que protegia seus interesses -, que agora tem medo da democracia, porque sentem que perdem privilégios. Privilégios de serem os únicos formadores de opinião publica, de serem os que filtravam quem podia ocupar a presidência republica e os outros cargos públicos importantes. Privilégios de terem acesso exclusivo a viajar, a comprar certos bens, a ir ao teatro. Privilégios de decidir as políticas governamentais, de eleger e destituir presidentes.


O que está em perigo são os privilégios das minorias. O que está em desenvolvimento no Brasil é o mais amplo processo de democratização que o país já conheceu. Um processo que apenas começa, que tem que quebrar o monopólio do dinheiro (poder do capital financeiro), da terra (poder dos latifundiários) e o poder da palavra (poder da mídia monopolista), entre outros, para que nos tornemos realmente um país justo, solidário e soberano.


Quem tem medo da democracia? As elites que sempre detiveram privilégios, que agora começam a perdê-los. O povo, os que têm consciência social, democrática, não tem nada a temer. Tem um mundo – o outro mundo possível – a ganhar.



Marina é amiga do presidente da natura desde 2002. Ele patrocinou sua candidatura já em 2002. O "namoro " deles não é novinho...


São Paulo, terça-feira, 01 de setembro de 2009


Índios atacam exploração apoiada por Marina

Natura, que tem relações próximas com a senadora, é alvo de ação sob acusação de biopirataria; empresa nega apropriação indevida


Gigante dos cosméticos é suspeita de aproveitar para fins comerciais o fruto do murmuru, de conhecimento tradicional dos ashaninkas

FÁBIO ZANINIENVIA
DO ESPECIAL A RIO BRANCO


Defendida pela senadora Marina Silva (PV-AC), a exploração comercial de um fruto típico do Acre gerou um processo judicial por biopirataria contra a Natura. A gigante do setor de cosméticos tem relações próximas com a pré-candidata do PV a presidente.

A empresa é ré em uma ação do Ministério Público Federal na Justiça Federal do Acre em razão do suposto aproveitamento ilegal do fruto do murmuru, que é usado na produção de xampus e sabonetes.

A acusação é de uso comercial a partir do conhecimento tradicional do fruto pela etnia ashaninka, que vive na fronteira com o Peru.

Em 2001, o murmuru constava de um acervo de plantas do Acre levado por Marina à Natura, para possível exploração econômica. Em 2003, foi assinado um termo de compromisso nesse sentido entre a empresa e o governo do Acre, intermediado pela senadora.

A Natura é considerada exemplo de compromisso com o meio ambiente por Marina. Juntando doações da empresa e de seus diretores, foi a segunda maior contribuinte da última campanha da senadora, em 2002, com R$ 30 mil. Seu presidente, Guilherme Leal, é mencionado como possível vice na provável chapa de Marina em 2010. A maior doadora foi a Pirelli, com R$ 50 mil.

Em agosto de 2007, a Procuradoria entrou com ação contra a Natura e mais duas empresas de cosméticos, em nome dos índios, cobrando compensação financeira. “A Natura, embora negue, acessou conhecimento tradicional sobre o murmuru. [...] Não é digno de crença que, como gigante do ramo, não tivesse obtido dados a partir dos resultados das pesquisas junto aos ashaninkas”, diz a ação.


“Uso indireto”

A base legal da ação é a medida provisória 2.186, de 2001, que assegura às comunidades indígenas “benefícios pela exploração econômica por terceiros, direta ou indiretamente, de conhecimento tradicional”.

No caso, a Natura é acusada de “uso indireto”, uma vez que o conhecimento teria sido repassado por um pesquisador que trabalhou com os ashaninkas nos anos 1990.

A empresa diz que teve acesso ao princípio ativo do murmuru na “vasta literatura científica” sobre o tema. A Procuradoria rebate que essa literatura baseou-se nas tradições dos ashaninkas, o que não isentaria a empresa de pagar pelo uso.

“Se você entrar na floresta procurando a esmo plantas, vai passar um século até achar algo. É evidente que foi pelo conhecimento dos ashaninka que se chegou ao murmuru”, diz o procurador Anselmo Lopes.

A promotoria pede que os réus paguem 50% dos lucros obtidos com a venda dos produtos à base de murmuru como compensação. Ainda não há data para o julgamento do caso.



domingo, 26 de setembro de 2010

734- XADREZ NO GUADALUPE SHOPPING SERÁ NO PRÓXIMO SÁBADO!! PARTICIPEM!!!


A CONVERGÊNCIA ANUNCIA, A CONVERGÊNCIA REALIZA!!
SEJA MAIS UM!!!



7º FESTIVAL DE XADREZ DO GUADALUPE SHOPPING

DATA E HORÁRIO: 02/10/2010 (SÁBADO) DAS 10:00 ÀS 17:00

LOCAL: GUADALUPE SHOPPING (ESTRADA DO CAMBOATÁ, 2300-GUADALUPE)

A) TORNEIO DE RÁPIDAS (VÁLIDO PARA O CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21)

=> PREMIAÇÃO: R$ 700,00

CAMPEÃO: R$ 250,00
VICE-CAMPEÃO: R$ 150,00
3º LUGAR: R$ 100,00
MELHOR CLASSE B: R$ 50,00
MELHOR CLASSE C: R$ 50,00
MELHOR VETERANO: R$ 50,00
MELHOR FEMININO: R$ 50,00

=> SORTEIO DE BRINDE DA CONVERGÊNCIA!

=> VEJAM AQUI A CLASSIFICAÇÃO DO CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21!

=> VEJAM AQUI O REGULAMENTO DO CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21!

=> INSCRIÇÃO: R$ 30,00 COM O MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES (wag.nero.vsky@hotmail.com ou pelos tel: 3012-4609; 2489-1548; 7232-3549)


B) 2ª ETAPA DA COPA RIO DE XADREZ ESCOLAR

=> CATEGORIAS:

SUB-8 (NASCIDOS ATÉ 2002);
SUB-10 (NASCIDOS ATÉ 2000);
SUB-12 (NASCIDOS ATÉ 1998);
SUB-14 (NASCIDOS ATÉ 1996);
SUB-16 (NASCIDOS ATÉ 1994).

=> TROFÉUS PARA OS 3 PRIMEIROS COLOCADOS DE CADA CATEGORIA E MEDALHA PARA OS DEMAIS PARTICIPANTES!

=> SORTEIOS DE 2 BRINDES POR CATEGORIA, ALÉM DO SORTEIO DE UM JOGO DE PEÇAS ENTRE OS CAMPEÕES DAS CATEGORIAS!

=> INSCRIÇÃO: R$ 15,00 COM O MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES (wag.nero.vsky@hotmail.com ou pelos tel: 3012-4609; 2489-1548; 7232-3549). INFORMAR O NOME COMPLETO DO ALUNO E A DATA DE NASCIMENTO.

ARBITRAGEM DO FESTIVAL: AF ÉLCIO MOURÃO E AUXILIARES.

DIRETOR DO FESTIVAL: MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES.

PATROCINADORES E APOIADORES:

GUADALUPE SHOPPING
ESCOLA FONTE DO SABER

CENTRO EDUCACIONAL VIANA DO COUTO
CHURRASCARIA QUARTETO GRILL
MOVIMENTO CONVERGÊNCIA DO XADREZ FLUMINENSE

sábado, 25 de setembro de 2010

733- Manifesto de Leonardo Boff

O QUE PRETENDE A MÍDIA COMERCIAL - TEXTO DE FREI LEONARDO BOFF(*)
A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma
Sou profundamente pela liberdade de expressão em nome da qual fui punido com o "silêncio obsequioso"pelas autoridades do Vaticano. Sob risco de ser preso e torturado, ajudei a editora Vozes a publicar corajosamente o "Brasil Nunca Mais" onde se denunciavam as torturas, usando exclusivamente fontes militares, o que acelerou a queda do regime autoritário.
Esta história de vida, me avaliza para fazer as críticas que ora faço ao atual enfrentamento entre o Presidente Lula e a mídia comercial que reclama ser tolhida em sua liberdade. O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de idéias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.
Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando vêem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como "famiglia" mafiosa. São donos privados que pretendem falar para todo Brasil e manter sob tutela a assim chamada opinião pública. São os donos do Estado de São Paulo, da Folha de São Paulo, de O Globo, da revista Veja na qual se instalou a razão cínica e o que há de mais falso e chulo da imprensa brasileira. Estes estão a serviço de um bloco histórico, assentado sobre o capital que sempre explorou o povo e que não aceita um Presidente que vem deste povo. Mais que informar e fornecer material para a discussão pública, pois essa é a missão da imprensa, esta mídia empresarial se comporta como um feroz partido de oposição.
Na sua fúria, quais desesperados e inapelavelmente derrotados, seus donos, editorialistas e analistas não têm o mínimo respeito devido à mais alta autoridade do pais, ao Presidente Lula. Nele vêem apenas um peão a ser tratado com o chicote da palavra que humilha.
Mas há um fato que eles não conseguem digerir em seu estômago elitista. Custa-lhes aceitar que um operário, nordestino, sobrevivente da grande tribulação dos filhos da pobreza, chegasse a ser Presidente. Este lugar, a Presidência, assim pensam, cabe a eles, os ilustrados, os articulados com o mundo, embora não consigam se livrar do complexo de vira-latas, pois se sentem meramente menores e associados ao grande jogo mundial. Para eles, o lugar do peão é na fábrica produzindo.
Como o mostrou o grande historiador José Honório Rodrigues (Conciliação e Reforma) "a maioria dominante, conservadora ou liberal, foi sempre alienada, antiprogresssita, antinacional e não contemporânea. A liderança nunca se reconciliou com o povo. Nunca viu nele uma criatura de Deus, nunca o reconheceu, pois gostaria que ele fosse o que não é. Nunca viu suas virtudes nem admirou seus serviços ao país, chamou-o de tudo, Jeca Tatu, negou seus direitos, arrasou sua vida e logo que o viu crescer ela lhe negou, pouco a pouco, sua aprovação, conspirou para colocá-lo de novo na periferia, no lugar que continua achando que lhe pertence (p.16)".
Pois esse é o sentido da guerra que movem contra Lula. É uma guerra contra os pobres que estão se libertando. Eles não temem o pobre submisso. Eles tem pavor do pobre que pensa, que fala, que progride e que faz uma trajetória ascendente como Lula. Trata-se, como se depreende, de uma questão de classe. Os de baixo devem ficar em baixo. Ocorre que alguém de baixo chegou lá em cima. Tornou-se o Presidente de todos os brasileiros. Isso para eles é simplesmente intolerável.
Os donos e seus aliados ideológicos perderam o pulso da história. Não se deram conta de que o Brasil mudou. Surgiram redes de movimentos sociais organizados de onde vem Lula e tantas outras lideranças. Não há mais lugar para coronéis e de "fazedores de cabeça" do povo. Quando Lula afirmou que "a opinião pública somos nós", frase tão distorcida por essa mídia raivosa, quis enfatizar que o povo organizado e consciente arrebatou a pretensão da mídia comercial de ser a formadora e a porta-voz exclusiva da opinião pública. Ela tem que renunciar à ditadura da palavra escrita, falada e televisionada e disputar com outras fontes de informação e de opinião.
O povo cansado de ser governado pelas classes dominantes resolveu votar em si mesmo. Votou em Lula como o seu representante. Uma vez no Governo, operou uma revolução conceptual, inaceitável para elas. O Estado não se fez inimigo do povo, mas o indutor de mudanças profundas que beneficiaram mais de 30 milhões de brasileiros. De miseráveis se fizeram pobres laboriosos, de pobres laboriosos se fizeram classe média baixa e de classe média baixa de fizeram classe média. Começaram a comer, a ter luz em casa, a poder mandar seus filhos para a escola, a ganhar mais salário, em fim, a melhorar de vida.
Outro conceito inovador foi o desenvolvimento com inclusão social e distribuição de renda. Antes havia apenas desenvolvimento/crescimento que beneficiava aos já beneficiados à custa das massas destituídas e com salários de fome. Agora ocorreu visível mobilização de classes, gerando satisfação das grandes maiorias e a esperança que tudo ainda pode ficar melhor. Concedemos que no Governo atual há um déficit de consciência e de práticas ecológicas. Mas importa reconhecer que Lula foi fiel à sua promessa de fazer amplas políticas públicas na direção dos mais marginalizados.
O que a grande maioria almeja é manter a continuidade deste processo de melhora e de mudança. Ora, esta continuidade é perigosa para a mídia comercial que assiste, assustada, o fortalecimento da soberania popular que se torna crítica, não mais manipulável e com vontade de ser ator dessa nova história democrática do Brasil. Vai ser uma democracia cada vez mais participativa e não apenas delegatícia. Esta abria amplo espaço à corrupção das elites e dava preponderância aos interesses das classes opulentas e ao seu braço ideológico que é a mídia comercial. A democracia participativa escuta os movimentos sociais, faz do Movimento dos Sem Terra (MST), odiado especialmente pela VEJA faz questão de não ver, protagonista de mudanças sociais não somente com referência à terra mas também ao modelo econômico e às formas cooperativas de produção.
O que está em jogo neste enfrentamento entre a mídia comercial e Lula/Dilma é a questão: que Brasil queremos? Aquele injusto, neocolonial, neoglobalizado e no fundo, retrógrado e velhista ou o Brasil novo com sujeitos históricos novos, antes sempre mantidos à margem e agora despontando com energias novas para construir um Brasil que ainda nunca tínhamos visto antes.
Esse Brasil é combatido na pessoa do Presidente Lula e da candidata Dilma. Mas estes representam o que deve ser. E o que deve ser tem força. Irão triunfar a despeito das má vontade deste setor endurecido da mídia comercial e empresarial. A vitória de Dilma dará solidez a este caminho novo ansiado e construído com suor e sangue por tantas gerações de brasileiros.
(*) Teólogo, filósofo, escritor e representante da Iniciativa Internacional da Carta da Terra.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

732- Roubaram o TTC e mais uma do Mandrake!!

Senhores, quando publicam as classificações do ÚNICO Campeonato por Equipes do Amado Estado do Rio de Janeiro eu fico sem entender nada! Cotejem (antes que mudem!), por exemplo, a classificação que saiu hoje de madruga no site imperial com os dados publicados antes no blog do Glorioso Tijuca Tênis Clube. Senão, vejamos:

=> o blog do TTC publicou que na A, além de vice-campeão, tiveram mais duas equipes em 5º e 8º. O blog imperial só coloca mais uma equipe do TTC em 7º!
=> o blog do TTC publicou o JTC como 6º na A. O Império divulgou em 5º!!

NÃO SE ENTENDEM!!!

E O TTC NÃO FAZ NADA? ROUBARAM O TTC!!!
ABA E ABEIRO PLENAMENTE IRMANADOS!! INTERESSES PESSOAIS DE PODER ACIMA DOS INTERESSES DO TTC!!

POR QUE NÃO PUBLICARAM A LISTAGEM DOS JOGADORES NAS EQUIPES?


E MAIS UMA MÁGICA DO MANDRAKE DA ABA!!



SUMIU O TORNEIO DE CAMPOS, ANUNCIADO PARA NOVEMBRO!!! POR QUE SERÁ? ASSIM NÃO DÁ PARA SE PLANEJAR!! ANUNCIA E NÃO REALIZA!!



A CONVERGÊNCIA ANUNCIA, A CONVERGÊNCIA REALIZA!
CREDIBILIDADE, ÉTICA, TRANSPARÊNCIA, PLANEJAMENTO E RESPEITO AOS JOGADORES! OITO MESES DE EXISTÊNCIA.

SEJA MAIS UM!!!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

731- O Cara de Pau e os "Vascaínos"!!



na imagem: O Império da Aba!

Alertado por um comentário do amigo Celso Renato, visitei agora à noite o blog do Árbitro Fide Eduardo Arruda. Realmente interessante o que tem lá, senão vejamos:

"Querem voltar com esquema de Rating!

A volta dos famosos "fantasmas" nos assombra novamente! Cadê a ética dos árbitros titulados? Quem está assinando mapas de torneios suspeitos? A "aham" não aceita essas deploráveis ações! "

O torneio abaixo foi jogado em 1996, no municipio de Mangaratiba e valia rating FIDE, ganha um doce quem descobrir o nome do Árbitro. Dicas: 1) gosta de ficar na aba de clube; 2) anuncia mas nem sempre realiza!

José Feliz Perez Martins

Elci pereira Diniz

Alexandre Sorin Segal

Icaro Vieira

Paulo Neeck

Cezar Jacome

Fernando Jacome

Sergio Amador

Carlos Martiniz

Ubirani Braga

CARACA, QUE CARA DE PAU IMPERIAL!!!!!!!!

ASSIM, ENFRAQUECE E DESONRA!!

Continuando a leitura no blog do Arruda, vejo a chamada para o ótimo 7º Festival de Xadrez de Guadalupe e mais abaixo o seguinte post:

"Campeonato Estadual Classe A- equipe campeã tem jogadores irregulares"

Pensei então com meus botões: "novidade, até o mundo mineral (expressão do brilhante jornalista Mino Carta!) sabe que o Império da Aba é pródigo em irregularidades (o que enfraquece e desonra!)". Mas, de repente, me veio a seguinte questão: ora, se a suspeita de irregularidade tem fundamento, por que o Representante da equipe Vice-Campeã não gritou? é o mais legítimo para isso (nem sei se seria Campeão Geral se fosse outorgado o título de campeão na categoria supra citada). É um mistério! Não consigo conceber a renúncia da luta pelos direitos de sua equipe, de seus jogadores, de seu CLUBE! seria uma "Síndrome de Vasco" (querer ser vice! aliás, duplamente vice, de repente!)?



Por fim: hoje, quarta-feira, não se publicaram ainda os resultados e a lista de jogadores das equipes da ÚNICA competição por equipes daqui do Rio de Janeiro (alguma correlação com o apontado acima?)!! Tamanha incompetência enfraquece e desonra!!

É isso, aloprado que se preza assiste futebol e agora vou assistir Mengão x Grêmio!!


Eduardo Maia, sócio-proprietário do "Vasco"

terça-feira, 21 de setembro de 2010

730- VAMOS DERROTAR O TUCANATO HIPÓCRITA E A MÍDIA GOLPISTA!!

729- DILMA X P.I.G. (PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA)


Vídeo: Dilma acusa Folha de má fé e vai para a jugular

A eleição no Brasil é entre a Dilma e o PiG (*).

A 12 dias da eleição, Dilma perdeu a paciência e foi para a jugular do Otavinho.

Desde Leonel Brizola que não se vê uma pessoa pública enfrentar o PiG (*) com essa coragem.


Sensacional: Dilma senta a pua na Folha




Agora de manhã (20/09), Dilma dá uma entrevista indignada com a sujeira da Folha, que mais cedo eu já havia apontado cedo aqui. Dá-lhe, Dilma, é assim que a gente faz com gente de má-fé. Isso é coisa de quem tem caráter, não bi-bi-bi de quem não tem uma vida honrada a zelar. Assista o vídeo aí em cima. Dilma é mineira, mas hoje, dia da Revolução dos Farrapos, mostra que tem os sentimentos que os gaúchos tanto prezam, o da honra e o da dignidade.
(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpist
a

Fonte: blog do Brizola Neto

Dilma está mais forte que Lula, admite Datafolha

Como o Datafolha se esmera para sustentar Serra e é sempre o último a se render às evidências, é interessante observar algumas informações contidas no artigo de seu diretor-geral, Mauro Paulino, publicado hoje na Folha de S.Paulo, sob o título “Ida para 2º turno é mais árdua agora”. (Como o acesso online é só para assinantes, ponho o link do blog Conteúdo Livre)

Embora o título soe mais como lamento do que constatação, o diretor do Datafolha rejeita uma comparação com a eleição presidencial de 2006, descartando que a repetição de supostos escândalos, como os produzidos àquela época, seja suficiente para levar a disputa ao segundo turno.

E o faz com números mais favoráveis à Dilma agora do que a Lula em 2006. A vantagem de Dilma sobre a soma das intenções de voto de Serra e Marina é maior do que a de Lula sobre Alckmin e Heloisa Helena. Paulino fala em 12 pontos de Dilma contra 10 de Lula, com base nos números sempre mais comedidos do Datafolha, e ainda comete um deslize, pois na última pesquisa de seu instituto essa diferença é na verdade de 13 pontos (Dilma 51%, Serra 27% e Marina 11%).

Pelo Ibope, a diferença de Dilma para os adversários é de 15 pontos, e no Vox, de 19 pontos. Ibope e Vox divulgaram suas pesquisas na última sexta-feira, um dia depois do Datafolha.

Mauro Paulino faz um mea culpa do artigo que escreveu em parceria com seu colega de direção do Datafolha, Alessandro Janoni, no sábado 11 de setembro, no qual diziam que Dilma estaria caindo significativamente entre os formadores de opinião.

O que ele aponta agora é justamente o contrário. Dilma é muito mais forte nesse segmento, de maior renda e escolaridade, do que Lula, em 2006.

Duas semanas antes da eleição de 2006, Lula tinha desvantagem de 16 pontos em relação aos demais candidatos no segmento da população com renda familiar entre cinco e dez salários, contra vantagem de Dilma de três pontos.

Entre a parcela de maior renda (acima de 10 salários mínimos), Lula perdia para os adversários por 29 pontos, enquanto a desvantagem de Dilma é de 17 pontos. “O mesmo ocorre entre os mais escolarizados. Foram nesses segmentos que Lula mais perdeu votos na reta final daquele ano”, observa Paulino.

O diretor do Datafolha vê contraste ainda maior nos votos por região. No Sul, em 2006, a oposição tinha 15 pontos de vantagem sobre Lula, e agora está empatada com Dilma. Em São Paulo, a vantagem da oposição que era de 14 pontos à época caiu para 6. No Rio, a vantagem de 3 pontos de Lula subiu para 11 com Dilma. E em Minas, Dilma levou a diferença de 12 pontos de Lula para 17 pontos.

“Essas comparações entre pesquisas similares, feitas após denúncias de corrupção na reta final de ambas as eleições, mostram que o caminho da oposição para chegar ao segundo turno é bem mais espinhoso do que já foi em 2006″, conclui Paulino.

Diria que não é apenas espinhoso, é quase impossível. O diretor do Datafolha esqueceu de acrescentar que Alckmin tinha em 2006 uma rejeição de 24% em 19 de setembro, quatro pontos a menos que Lula. Já o índice de rejeição de Serra pelo último Datafolha está em 31%, nove pontos acima dos 22% de Dilma.

Fonte: Blog do Brizola Neto


Post do Miro Borges sobre outra tentativa do Globo de dar o Golpe.

O Globo e o ato contra o golpe midiático
Por Altamiro Borges


O ato “contra o golpismo midiático e em defesa da democracia”, que ocorrerá nesta quinta-feira, dia 23, às 19 horas, na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, parece que incomodou o poderoso monopólio da família Marinho. O site do jornal O Globo deu manchete: “Após ataques de Lula, MST e centrais sindicais se juntam contra a imprensa”. Já o jornal impresso publicou a matéria “"centrais fazem ato contra a imprensa"”. Como se nota, o império global sentiu o tranco!
Diante desta reação amedrontada, é preciso prestar alguns esclarecimentos. Em primeiro lugar, o ato do dia 23 não está sendo convocado pelas centrais sindicais, MST ou partidos. Ele é organizado pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, entidade fundada em 14 de maio último, que reúne em seu conselho consultivo 54 jornalistas, blogueiros, acadêmicos, veículos progressistas e movimentos sociais ligados à luta pela democratização da comunicação. A entidade é ampla e plural, e tem todo o direito de questionar as baixarias da mídia golpista.

As mentiras sobre o protesto.
As manchetes e a “reportagem” do jornal O Globo tentam confundir os leitores. Insinuam que o protesto é “chapa-branca” e serve aos intentos do presidente Lula, que “acusa a imprensa de agir como partido político”. A matéria sequer menciona o Centro de Estudos Barão de Itararé e tenta transmitir a idéia de que o ato é articulado pelo PT, “siglas aliadas”, MST e centrais. A repórter Leila Suwwan, autora do texto editorializado, cometeu grave erro, que fere a ética jornalística.
Em segundo lugar, é preciso explicitar os verdadeiros objetivos do protesto. Ele não é “contra a imprensa”, como afirma O Globo, jornal conhecido por suas técnicas grosseiras de manipulação. É contra o “golpismo midiático”, contra a onda denuncista que desrespeita a Constituição – que fixa a “presunção da inocência” – e insiste na “presunção da culpa” que destrói reputações e não segue os padrões mínimos do rigor jornalístico:– até quem saiu da cadeia é usado como “fonte”.

Falso defensor da liberdade de imprensa
O Globo insiste em se travestir como defensor da “liberdade de imprensa”. Mas este império não tem moral para falar em democracia. Ele clamou pelo golpe de 1964, construiu o seu monopólio com as benesses da ditadura e tem a sua história manchada pelo piores episódios da história do país – como quando escondeu a campanha das Diretas-Já, fabricou a candidatura do “caçador de marajás”, defendeu o modelo destrutivo do neoliberalismo ou criminaliza os movimentos sociais.
Quem defende a verdadeira liberdade de expressão, contrapondo-se à ditadura midiática, estará presente ao ato desta quinta-feira. Seu objetivo é dar um basta ao golpismo da mídia, defender a soberania do voto popular e a democracia. Ele não é contra a imprensa, mas contra as distorções grosseiras dos donos da mídia. Não proporá qualquer tipo de censura, mas servirá para denunciar as manipulações dos impérios midiáticos, inclusive dos que são concessionárias públicas.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

728- PARABÉNS, JACAREPAGUÁ!!

Equipe do JTC, campeã!!
Crédito da imagem: site do Jacarepaguá


PARABÉNS AO JACAREPAGUÁ TÊNIS CLUBE, EM ESPECIAL O GRANDIOSO WALDEMAR COSTA!

MERECIDO! ATIVIDADES INTERNAS DE FATO, PRINCIPALMENTE COM JOVENS E CRIANÇAS!

PARABÉNS, JACAREPAGUÁ!!

domingo, 19 de setembro de 2010

727- 7º FESTIVAL DE XADREZ DO GUADALUPE SHOPPING: HOJE TEMOS MAIS DE 50 CRIANÇAS INSCRITAS!!


SEJA MAIS UM!!!


7º FESTIVAL DE XADREZ DO GUADALUPE SHOPPING

DATA E HORÁRIO: 02/10/2010 (SÁBADO) DAS 10:00 ÀS 17:00=> EM BREVE A DIVULGAÇÃO DOS HORÁRIOS DAS RODADAS DOS TORNEIOS DE RÁPIDAS E ESCOLAR.

LOCAL: GUADALUPE SHOPPING (ESTRADA DO CAMBOATÁ, 2300-GUADALUPE)

A) TORNEIO DE RÁPIDAS (VÁLIDO PARA O CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21)

=> PREMIAÇÃO: R$ 700,00

CAMPEÃO: R$ 250,00
VICE-CAMPEÃO: R$ 150,00
3º LUGAR: R$ 100,00
MELHOR CLASSE B: R$ 50,00
MELHOR CLASSE C: R$ 50,00
MELHOR VETERANO: R$ 50,00
MELHOR FEMININO: R$ 50,00

=> SORTEIO DE BRINDE DA CONVERGÊNCIA!

=> VEJAM AQUI A CLASSIFICAÇÃO DO CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21!

=> VEJAM AQUI O REGULAMENTO DO CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21!

=> INSCRIÇÃO: R$ 20,00 ATÉ 24/09 COM O MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES (wag.nero.vsky@hotmail.com ou pelos tel: 3012-4609; 2489-1548; 7232-3549) E R$ 30,00 APÓS ESSA DATA.


B) 2ª ETAPA DA COPA RIO DE XADREZ ESCOLAR

=> CATEGORIAS:

SUB-8 (NASCIDOS ATÉ 2002);
SUB-10 (NASCIDOS ATÉ 2000);
SUB-12 (NASCIDOS ATÉ 1998);
SUB-14 (NASCIDOS ATÉ 1996);
SUB-16 (NASCIDOS ATÉ 1994).

=> TROFÉUS PARA OS 3 PRIMEIROS COLOCADOS DE CADA CATEGORIA E MEDALHA PARA OS DEMAIS PARTICIPANTES!

=> SORTEIOS DE 2 BRINDES POR CATEGORIA, ALÉM DO SORTEIO DE UM JOGO DE PEÇAS ENTRE OS CAMPEÕES DAS CATEGORIAS!

=> INSCRIÇÃO: R$ 10,00 ATÉ 24/09 COM O MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES (wag.nero.vsky@hotmail.com ou pelos tel: 3012-4609; 2489-1548; 7232-3549) E R$ 15,00 APÓS ESSA DATA. INFORMAR O NOME COMPLETO DO ALUNO E A DATA DE NASCIMENTO.

ARBITRAGEM DO FESTIVAL: AF ÉLCIO MOURÃO E AUXILIARES.

DIRETOR DO FESTIVAL: MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES.

PATROCINADORES E APOIADORES:

GUADALUPE SHOPPING
ESCOLA FONTE DO SABER

CENTRO EDUCACIONAL VIANA DO COUTO
CHURRASCARIA QUARTETO GRILL
MOVIMENTO CONVERGÊNCIA DO XADREZ FLUMINENSE

sábado, 18 de setembro de 2010

726- Matéria sobre palestra do MI Toth na UERJ!


SEJA MAIS UM!!



resenha do mf Alberto Mascarenhas

Tivemos neste último feriado de sete de setembro mais uma excelente paletra técnico filosófica do MI C. Toth e do Prof. Roberto Cintra (PUC), desta vez na UERJ, logo após o término da etapa UERJ do circuito 21 da Convergência.
Mais uma vez uma excelente troca de opiniões e diversas questões debatidas calorosamente pelos presentes, cerca de 20 pessoas.
O foco desta vez foi a questão do plano de longo prazo, no xadrez ou na vida. Não basta seguirmos receitas pré-estabelecidas se não tivermos a visão clara do todo e do nosso objetivo final. Não basta fazer da rotina nossa caminhada. Há que se buscar um entendimento maior do todo e justificá-lo na prática sem pressa, mas no timing certo !
A partida tema da palestra foi a sétima partida do match pelo campeonato mundial entre Tigran Petrosian e Mikhail Botvinnik, jogada no ano de 1963 em Moscou, quando o match estava empatado em 3 a 3 (1 vitória para cada um e 4 empates).
A lição estratégica de Petrosian foi de tal ordem, que a variante jogada desapareceu da prática magistral, tal a coerência e consistência do plano de jogo das brancas frente à sequência de abertura das pretas, conduzidas pelo campeão mundial da época e profundo estudioso e estrategista do xadrez, o GM Mikhail Botvinnik.
Os palestrantes tiveram grande habilidade em expor detalhes da construção desta obra prima do xadrez estratégico (C. Toth) e sua ligação filosófica com nosso mundo real (Prof. R. Cintra).
Sugiro que reproduzam a partida abaixo e percebam a maneira coerente do desenvolvimento das brancas, buscando manter oportunidades latentes de expansão na ala da dama e restrição total de qualquer reação das negras no centro e principalmente na ala do rei. De notar a total falta de plano coerente para as negras após a manobra de restrição das brancas, culminando com pleno domínio da diagonal c1-h6, peão em h4 e mais tarde Bf3 e Rg2(sem pressa!), eliminando de todas as formas qualquer ruptura de peões negros nesta ala, único contrajogo possível, e só então a execução firme da expansão e invasão da ala da dama negra. Mais notável ainda foi a decisão das brancas de não tomarem o peão de a7 no lance 24 (quando poderiam fazê-lo sem temor algum) em prol de uma sequência muito mais forte e rápida de desmantelamento das defesas das negras, além do posterior magistral final de torres jogado.
Simplesmente uma aula de xadrez e de posicionamento frente à vida ! Coerência de ações no curto, médio e longo prazos, com planos factíveis e com continuidade, além da devida firmeza e técnica de execução. Nada acontece por acaso!




Mas como a falibilidade é uma característica natural da espécie humana, não posso deixar de transcrever a partida abaixo, que achei por acaso, ao buscar a partida da palestra em meu banco de partidas.... Impressionou-me o fato de ter sido jogada em Moscou no mesmo ano de 1963 por Tigran Petrosian... Como ele pode cometer tantos erros básicos no final de torres jogado contra Korchnoi e ao mesmo tempo ter feito tal jóia do xadrez na partida com Botvinnik ??



Abaixo imagens da palestra, cedidas pelo prof. Fernando Madeu.










725- Pódium do Trovão Prata da ALEX!


Primeiro Lugar: MF Wagner Guimarães
Segundo Lugar: MF Dirceu Viana
Terceiro Lugar: MF Hilton Rios

Troféu Abacaxi: MF Alberto Mascarenhas (como apanhou!)
Troféu Mr. Magoo: MF Maia (2 lances seguidos com mate em 1 contra Dirceu e não viu!!)
Troféu Pizza na Boquinha: Alexandre Campos (bem, deixa pra lá!)

21 participantes. Classificação completa será enviada pelo Blanco (cuja arbitragem feriu de morte o Caderno de Encargos da Convergência!!)

Não percam o próximo Trovão da ALEX !!




Eu e o futuro! Lucas Peixoto Guimarães (patrocinado pelo CCAA de Anchieta!)!

Como sempre, a turma se divertiu!

Vejam todas as fotos AQUI!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

724- VOTEM EM MAIAKOWSKY!!


VOTEM NO BLOG MAIAKOWSKY PARA O PRÊMIO TOP BLOG!!
BASTA CLICAREM NO SELO IGUAL AO ACIMA NA ÁREA ESQUERDA DO BLOG E SEGUIREM AS INSTRUÇÕES!!!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

723- TROVÃO DA ALEX NESTA 6ª FEIRA!!!!



TROVÃO ESPECIAL nesta sexta-feira, dia 17/09/2010, às 20h!!

O valor das inscrições: R$10,00 para os sócios e R$20,00 para não sócios até a véspera do evento. No dia do evento as inscrições serão: R$15,00 sócios e R$25,00 não sócios. Inscrição: e-mail para joseblanco@uol.com.br

A premiação total será de R$350,00, sendo: campeão (150,00); vice (100,00); terceiro (50,00); melhor alexano (50,00).

Inscrições até às 19h50min do dia do torneio.


A) 8ª etapa do Circuito Trovão da ALEX!

Vejam AQUI o regulamento do Circuito Trovão da ALEX.
Vejam AQUI a classificação do Circuito Trovão da ALEX após 7 etapas.

B) 5ª etapa do Circuito Convergência de Blitz (Trovão Prata)!

Vejam AQUI o regulamento do Circuito Convergência de Blitz.
Vejam AQUI a classificação do Circuito Convergência de Blitz após 4 etapas.

PARTICIPEM! GARANTIA DE UMA NOITE DIVERTIDA, COM MUITA AMIZADE!! APÓS O TROVÃO, PIZZA E CHOPPINHO!!

A GLORIOSA ALEX FICA NA RUA ÁLVARO ALVIM Nº 48 (EM FRENTE AO TEATRO RIVAL), SALA 905- CINELÂNDIA.



SEJA MAIS UM!!


domingo, 12 de setembro de 2010

722- 7º FESTIVAL DE XADREZ DO GUADALUPE SHOPPING


SE JA MAIS UM!!!



PROGRAMAÇÃO DO 7º FESTIVAL DE XADREZ DO GUADALUPE SHOPPING

DATA E HORÁRIO: 02/10/2010 (SÁBADO) A PARTIR DAS 10:00=> EM BREVE A DIVULGAÇÃO DOS HORÁRIOS DAS RODADAS DOS TORNEIOS DE RÁPIDAS E ESCOLAR.

LOCAL: GUADALUPE SHOPPING (ESTRADA DO CAMBOATÁ, 2300-GUADALUPE)

A) TORNEIO DE RÁPIDAS (VÁLIDO PARA O CIRCUITO CONVERGÊNCIA 21)

=> PREMIAÇÃO: R$ 650,00

CAMPEÃO: R$ 250,00
VICE-CAMPEÃO: R$ 150,00
3º LUGAR: R$ 100,00
MELHOR CLASSE B: R$ 50,00
MELHOR CLASSE C: R$ 50,00
MELHOR VETERANO: R$ 50,00

=> INSCRIÇÃO: R$ 20,00 ATÉ 24/09 COM O MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES (wag.nero.vsky@hotmail.com ou pelos tel: 3012-4609; 2489-1548; 7232-3549) E R$ 30,00 APÓS ESSA DATA.

=> ARBITRAGEM: AF ÉLCIO MOURÃO

=> DIREÇÃO DA PROVA: MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES

B) 2ª ETAPA DA COPA RIO DE XADREZ ESCOLAR

PROGRAMAÇÃO A SER DIVULGADA PELO MF WAGNER PEIXOTO GUIMARÃES

PATROCINADORES E APOIADORES:

GUADALUPE SHOPPING
CENTRO EDUCACIONAL FONTE DO SABER
CENTRO EDUCACIONAL VIANA DO COUTO
CHURRASCARIA QUARTETO GRILL
MOVIMENTO CONVERGÊNCIA DO XADREZ FLUMINENSE

721- Carioca na frente nas Olimpíadas Escolares Nacionais!!

O carioca Miguel Ângelo Alvarenga (na imagem, de camisa vermelha), do Tijuca Tênis Clube, lidera a Olimpíada Escolar Nacional, que está sendo realizada em Fortaleza!

mais informações, cliquem AQUI!


Após o Congresso Técnico, o MI Christian Toth proferiu a palestra "O Xadrez e a Vida".


Equipe de Arbitragem


Vejam as fotos do evento AQUI

Vejam tudo sobre o evento no excelente blog de arbitragem do Af Élcio!

As Olimpíadas Escolares são o maior evento estudantil esportivo do Brasil. Desde o seu primeiro ciclo (2005-2009), reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas para uma competição de abrangência nacional.

Xadrez Escolar tem que ser levado a sério, sem blá-blá-blá, desorganização e falta de compromisso. Aqui no amado Estado do Rio de Janeiro os patronos das principais competições escolares não titubearam em escolher novos organizadores/equipe de arbitragem, após sofrerem com desastrosas organizações (atrasos, bagunça,etc) por parte do Império da Aba. Senão, vejamos:

JEEP/JEPAR=> OS PATRONOS AGORA SATISFEITOS COM AS ÚLTIMAS ORGANIZAÇÕES DO EVENTO PELA EQUIPE DO AF ÉLCIO MOURÃO!!! E ANTES? ATRASOS, DESORGANIZAÇÃO.ETC.

JOGOS INTERCOLEGIAIS=> PATRONOS SATISFEITOS COM A ORGANIZAÇÃO DO XADREZ ESTE ANO PELA EQUIPE DO AF ÉLCIO MOURÃO!!! E ANTES? SIM, VOCÊS SABEM: ATRASOS, DESORGANIZAÇÃO, ETC (SERÁ PORQUE NÃO TIVERAM NENHUM CLUBE PARA FICAR NA ABA?)



quinta-feira, 9 de setembro de 2010

720- PROPOSTA DE TRABALHO DO MOVIMENTO CONVERGÊNCIA DO XADREZ FLUMINENSE

À COMUNIDADE ENXADRÍSTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,

o Movimento Convergência vem elaborando desde sua criação um amplo Plano de Trabalho em prol do xadrez do Rio de Janeiro, plano este que já está em sua 3ª. versão (minuta) desde maio deste ano e que serve de lastro para nossas ações em curso e futuras. Por entendermos que nosso Movimento já adquiriu boa exposição e credibilidade, e por temer que informações e ideias confidenciais nele contidas possam ter vazado, resolvemos publicá-lo na íntegra para conhecimento de todos, preservando nosso direito de propriedade intelectual do que pretendemos fazer pelo xadrez fluminense e avançarmos ainda mais rápido!
E como seu próprio nome diz, ainda consideramos este Plano de Trabalho uma minuta e desejamos receber comentários, críticas, perguntas ou sugestões de vocês, enxadristas de nosso Estado, para que ele represente da maneira mais abrangente possível os interesses de todos nós. Para consolidação dessas proposições, pedimos que enviem suas sugestões para o e-mail de qualquer um dos Convergentes citados abaixo. Todas elas serão analisadas e devidamente respondidas ! Como temos dito com frequência, SÓ DEPENDE DE NÓS !!

GM Darcy Lima gmdarcy@globo.com

Alberto Mascarenhas amasca@globo.com

José Eduardo Maia joseeduardomaia@terra.com.br

AF Élcio Mourão elciomourao@yahoo.com.br


MOVIMENTO CONVERGÊNCIA- PROPOSTA DE TRABALHO (MINUTA)

Missão: Massificar e qualificar de forma sustentável a prática de xadrez no Estado;
Visão: Ser modelo de gestão sustentável com transparência jurídica, administrativa e financeira. Manter relacionamento exemplar com outras federações e entidades do esporte. Servir e valorizar clubes, atletas e aficcionados de xadrez do Estado.
Objetivos:
Transformar a prática de xadrez em nosso Estado em algo positivo para boa parte da população;
Aumentar o número de atletas (+100%) e de clubes federados (+50%) em relação ao status no início do mandato;
Implementar Caderno de Encargos de Eventos (CEE);
Implementar Núcleos de Apoio e Desenvolvimento (NAD) na capital e interior;
Implementar Centro de Excelência em Treinamento (CET) de jovens talentos;
Implementar sede física e independente;
Realizar anualmente as provas tradicionais do xadrez fluminense (Estadual, Popular, Carioca, Interclubes, Jovens por faixa de idade e Veteranos, dentre outros) em total parceria com os clubes federados;
Realizar e/ou apoiar eventos promocionais do xadrez em locais públicos das principais cidades do Estado;
Realizar anualmente na capital e interior, Torneio(s) Aberto(s) do Brasil, Circuitos do Interior e da Capital classificatórios para ITT FIDE, IRT’s FIDE e o Festival da Juventude, em parceria com a CBX, clubes federados e eventuais patrocinadores;

Plano de trabalho – premissas:

FINANCEIRAS:
a) Fazer orçamento anual de receitas e despesas, a ser aprovado em AGE;
b) Buscar superávit financeiro para aquisição de ativos necessários à oferta de melhores eventos e serviços prestados;
c) Divulgar mensalmente o balancete da Federação em seu site;
d) Estabelecer política anual de custeio de eventos (inscrição, arbitragem, apoio, infraestrutura etc) e de contribuição dos clubes e/ou de enxadristas federados(as), a ser aprovada em AGE;
e) Buscar patrocinadores recorrentes (PJ e PF).

ADMINISTRATIVAS:
a) Realizar uma reorganização administrativa e legal da Federação e restabelecer o bom relacionamento com entidades oficiais da administração pública e do desporto nacional;
b) Estabelecer sede física e exclusiva da Federação;
c) Contratar funcionário(s) CLT, na medida da necessidade e crescimento;
d) Criar Caderno de Encargos de Eventos (CEE) organizados/apoiados pela Federação.
e) Criar Cadastro de Profissionais de xadrez do RJ para propiciar melhores condições de trabalho e ampliação da base de praticantes de xadrez no Estado, divulgando-o no site da Federação;
f) Divulgar no site da Federação o calendário anual de eventos apoiados e/ou organizados por ela;
g) Reestruturar o Projeto Xadrez nas Escolas, com abordagem mais direta às principais escolas alvo e em ordem de prioridade com as demais ações propostas.

JURÍDICAS:
a) Registrar em cartório, no prazo máximo de 15 dias após as AGO e AGE, todos os documentos jurídicos delas emanados (Estatutos, Regulamentos, Políticas, Atas);
b) Disponibilizar imediatamente no site da Federação todos os documentos e decisões emanadas das AGO e AGE após seus registros em cartório;
c) Ter representação legal nas AGO e AGE da CBX, sempre com foco na melhoria do xadrez estadual fluminense.

COMUNICAÇÃO/DIFUSÃO:
a) Dinamizar publicação do calendário oficial, notícias e comunicações da Federação na internet;
b) Dinamizar publicação de resultados, fotos e boletins de torneios oficiais da Federação na internet;
c) Publicar periódico mensal da Federação em pdf na internet;
d) Implementar o “Twitter da Federação”;
e) Implementar “Visitas escolares”, que seriam um ciclo de palestras e exibições de xadrez em escolas de todo o Estado;
f) Implementar campanha permanente de divulgação do xadrez com ações em locais públicos em todo o Estado => “Xadrez nas praças”;
g) Implementar campanha permanente de divulgação do xadrez em clubes do Estado (federados e principalmente não federados) => “Xadrez nos clubes”.

TÉCNICAS:
a) Criar Núcleos de Apoio e Desenvolvimento (NAD) na capital e interior;
b) Criar Centro de Excelência em Treinamento (CET) de jovens talentos;
c) Fomentar a ampliação da base e qualificação da prática de xadrez nas áreas:
Xadrez escolar
Xadrez no interior do Estado
Xadrez na capital do Estado
Xadrez magistral
d) Definir em dezembro, com ampla discussão com os clubes federados, o calendário de atividades do ano seguinte, focando prioritariamente: Campeonato Estadual, Campeonato Carioca, Campeonato do Interior, Campeonato Popular, Campeonato Interclubes, Campeonato Senior, Campeonato Estadual para jovens por faixa de idade e Festival da Juventude, além do Circuito do Interior e Circuito da Capital;
e) Definir circuitos de xadrez ativo e de xadrez blitz, principalmente vinculados a atividades de comunicação (“Visitas escolares”; “Xadrez nas praças” e “Xadrez nos clubes”);
f) Aumentar intercâmbio com CBX e federações coirmãs (via torneios a convite), realizando pelo menos dois Abertos do Brasil (capital e interior), dois ITT´s (capital e interior) e dois IRT´s (capital e interior) por ano;
g) Organizar circuito do interior e circuito da capital;
Apoiar os eventos organizados pelos clubes federados;
h) Buscar junto à CBX que o Campeonato Estadual Absoluto classifique para a Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto;
i) Organizar Campeonato interclubes de blitz e rápido;
j) Realizar/apoiar Torneio Estadual de problemismo e solucionismo;
k) Divulgar as parciais da Taça Eficiência após cada competição oficial;
l) Manter rating FEXERJ;
m) Recriar ou reativar rating blitz;
n) Recriar ou reativar rating ativo;
o) Rever/revalidar as regras da Taça Eficiência;
p) Patrocinar e apoiar, sempre que possível e dentro das possibilidades da Federação, jovens talentos em competições dentro e fora do Estado.

HISTÓRICAS (Memória):
a) Criar espaço no site da Federação para registro e publicação da “Memória do Xadrez do Estado do Rio de Janeiro”;
b) Criar evento anual de valorização de todas as competições e seus vencedores e da taça eficiência (OSCAR do XADREZ FLUMINENSE).





SEJA MAIS UM!!!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

719- IMAGENS DO 1º TORNEIO DE RÁPIDAS DA UERJ!!!



Premiação do sub 10, Felipe R. D'Almeida.

Ver a qualidade da arrumação !! Relógios digitais em 17 mesas, todas as 28 mesas com jogos do organizador ! Boa sinalização do ordinal das mesas, bom espaço etc

Novos convergentes !! E olhem que livro bom um deles possui ! Um daqueles do Kasparov !

Empate do Vilalbinha com Mascarenhas !

A felicidade do meu amigão Kelsen é nossa também ! Viva o Kelsen ! Foi o melhor veterano!!

O campeão convergente, Prof e MF Wagner Guimarães!!

Vice campeão MF Luis Rodi! do lado direito do Rodi o organizador PC Levy e do lado esquerdo o amigão Emiliano Castor!!

E nosso amigo Marcelo Santos ! Parabéns pelo 3o. lugar !! o casamento fez muito bem ao cara!!

Dra. Virginia Lagrange, melhor feminino ! Parabéns !

Que felicidade ! Pelo ótimo torneio e pelo brinde convergente !!

Luta animada em cada tabuleiro, e ao fundo a criançada combinando a estratégia do torneio !! Amizades de décadas serão construídas assim !! Que beleza ver isso acontecendo !!

Não sei se o Joca escapou dessa ...como batem no paulista!

Mais uma medalha para o Vilalba ! Melhor sub 12 ! 6º lugar! Parabéns pelo excelente torneio ! Vitória sobre o forte paranaense Zanetti após longa defesa e "tablas luchadas" com MF Mascarenhas ! Seu irmão Ricardo também é fera! que dupla, senhores! Parabéns ao papai Vilalba pelo correto apoio que dá aos filhotes!!



No feriado de 7 de setembro foi realizada mais uma etapa do Circuito Convergência21 com o 1º Campeonato de Xadrez Rápido da Uerj. MF Wágner Peixoto Guimarães foi o campeão mas TODOS estão de PARABÉNS!!

DIA 2/OUTUBRO TEM MAIS NO GUADALUPE SHOPPING!!!


Classificação Final






















Class. NS Título Nome Rat. RatN RatF Fed Clube Pts Prog BUC BUC
1 4 FM Wagner Guimarães 2257 0 2257 BRA AXXM 20 24 17
2 2 FM Luis Ródi 2320 0 2320 ARG CXG 20 24 15½
3 13
Marcelo Santos 1995 1995 1567 BRA CXGR 5 17 19½ 12
4 11
Joaquim de Deus 2077 0 2077 BRA IBC 5 17 18½ 11
5 1 FM Ricardo Teixeira 2324 0 2324 BRA TTC 19 24 15½
6 17
Guilherme Vilalba 1945 0 1945 BRA ALEX 17 21 15
7 7 FM Alberto Mascarenhas 2195 0 2195 BRA ALEX 16 21 14
8 3
Vinicius Vilela 2274 0 2274 BRA AXXM 4 17 22½ 15
9 15
André Kemper 1980 0 1980 BRA CMun 4 17 22 16
10 9
Renato Carvalho 2126 2126 1878 BRA TTC 4 16 18½ 12½
11 12
Fernando Madeu 2013 0 2013 BRA TTC 4 15 20½ 13½
12 19
Sérgio Gonçalves 1889 1889 0 BRA TTC 4 15 20 14
13 6
Edgard Zanette 2196 0 2196 BRA UERJ 4 14 18½ 12½
14 51
Cláudio Henrique 0 0 0 BRA CMun 4 14 17½ 12
15 25
Carlos Amorim 1820 1820 0 BRA AABB 4 13 18½ 10½
16 56
Ricardo Torres 0 0 0 CHI
4 12 17 11½
17 14
Bruno Perrone 1984 0 1984 BRA CMun 15 18½ 13½
18 8
Kelsen Rosas 2170 2170 1879 BRA TTC 12½ 18½ 12½
19 32
Lucas Guimarães 1678 1678 0 BRA CXM 11½ 19 11½
20 26
Virgínia Lagrange 1810 1810 0 BRA TTC 11½ 17 10½
21 57
Robson Santana 0 0 0 BRA
3 13 23½ 15½
22 20
Francisco Schwab 1871 1871 0 BRA CFCSN 3 13 21½ 14½
23 53
Marcelo Rodrigues 0 0 0 BRA
3 12 21 13½
24 54
Dagoberto Pereira 0 0 0 BRA
3 12 16½ 11½
25 37
Ricardo Vilalba 1476 1476 0 BRA ALEX 3 11 20 15
26 35
Marcos Diaz 1539 1539 0 BRA ALEX 3 10 17½ 11½
27 47
João Gabriel 0 0 0 BRA NXN 3 10 16½ 11½
28 46
Marcus V. Moraes 0 0 0 BRA CXP 3 9 17½ 12½
29 31
Elias Dias 1679 1679 0 BRA TTC 3 9 14½ 10
30 36
Rodrigo V. Oliveira 1534 1534 0 BRA IBC 3 9 14
31 55
Giuseppe Gentilin 0 0 0 ITA
3 7 15 10½
32 41
Flávio R. D'Almeida 1250 1250 0 BRA TTC 18 12½
33 29
Tarcisio Dantas 1736 0 1736 BRA ALEX 2 10 17½ 12½
34 40
Olavo R. D'Almeida 1280 1280 0 BRA TTC 2 10 16½ 12
35 52
Gabriel Barros 0 0 0 BRA
2 9 15 11
36 50
José A. Ribeiro 0 0 0 BRA
2 7 14 10½
37 34
Alice Baruch 1566 1566 0 BRA TTC 2 6 17½ 11½
38 43
Felipe R. D'Almeida 1212 1212 0 BRA TTC 2 4 17 12
39 33
Sérgio O. Silva 1568 1568 0 BRA CMun 2 4 13½
40 39
Henrique Mangini 1343 1343 0 BRA
2 3 12
41 60
Isabel Garritano 0 0 0 BRA
1 6 17 11
42 59
Marvyn Marques 0 0 0 BRA
1 6 16½ 11
43 44
Silvana R. D'Almeida 1092 1092 0 BRA TTC 1 5 16 11
44 58
Kayo Cavalcante 0 0 0 BRA
0 0 15 10


SEJA MAIS UM!!!