quarta-feira, 30 de setembro de 2009

371- Recordar é Viver! Apaguem as luzes..........Kortchnoi 0 x 1 Masca!!


Oi Maia,

Como prometi, seguem o “causo” (abaixo) e a planilha (anexa) de minha vitória sobre o GM Viktor Kortchnoi, numa simultânea ocorrida no clube Hebraica (Rio de Janeiro) há mais de 30 anos (13/novembro/1978). O Magnus Carlsen nem existia ainda ! Tem assinatura do VK em destaque !! (ver espaço do lance 39 das brancas)

Vale transcrever no visor de partidas no blog, pois naquela época eu ainda anotava em descritivo e a garotada pode não entender.... (risos)

Mando agora em algébrico:

Viktor Kortchnoi 0 x 1 Alberto Mascarenhas - Simultânea na Hebraica Rio – 13/11/1978

1.d4 Cf6 2.c4 c5 3.d5 e5 4.Cc3 d6 5.e4 Cbd7 6.g3 Be7 7.f4 g6 8.Cf3 a6 9.a4 0-0 10.Bd3 Ch5 11.De2 exf4 12.gxf4 Bh4+ 13.Rd1 Te8 14.Rc2 Bf6 15.Dg2 Bxc3 16.bxc3 Df6 17.Tf1 Dg7 18.Bd2 Tb8 19.Tae1 f6 20.Cg1 De7 21.Te3 b5 22.cxb5 c4 23.Bxc4 Cc5 24.f5 axb5 25.Bxb5 Txb5 26.axb5 Da7 27.Rd1 Da4+ 28.Re2 Dxb5+ 29.Rd1 Db3+ 30.Re1 Db1+ 31.Rf2 Cd3+ 32.Rf3 Ce5+ 33.Rf2 Cd3+ 34.Re2 ?? Chf4+ 35.Rf3 Da2 (0-1)

A simultânea foi concorridíssima e com 30 tabuleiros a convite, contando com Eduardo Limp, Jerônimo Pimenta e outros fortes enxadristas locais. Foi realizada num amplo salão da Hebraica, com enorme pé direito e com muita plateia, que circulava no entorno das mesas, dispostas num formato retangular. O Korchnoi aceitou dar essa simultânea por ser o Rio de Janeiro um ponto de trânsito entre Buenos Aires, onde ele tinha acabado de jogar e ganhar um match com o GM Lev Polugaievsky, e a Suíça. Ele estava na mídia como dissidente soviético, inimigo do regime comunista, e por isso havia vários seguranças acompanhando-o no evento.

Bom, começamos a simultânea... Korchnoi mandava 1.e4, 1.d4, 1.c4, 1.Cf3 aleatoriamente. Ao meu lado, o Limp joga uma siciliana Najdorf, com Korchnoi entrando na linha mais aguda com Bg5. Passou por cima do Limp num piscar de olhos... Eu enfrentei o 1.d4 dele com aquela variante fechada da Benoni (com e5) que além de mim, o nosso amigo Mercamau também adora, para tentar jogar uma posição mais fechada e que pudesse resistir mais tempo, mas joguei muito mal a abertura....

O lance 7...g6 é um horror em termos estratégicos, e daí até o lance 20 só dava o GM melhorando a posição e eu nem conseguia sair com minhas peças da ala da dama... uma vergonha! Na cabeça dele com certeza a vitória seria questão de mais alguns lances, após romper minha tênue defesa do rei.

Aí, como uma Fênix (risos), eu renasci das cinzas e comecei a buscar contrajogo a partir de 21...b5 ! e acabei enrolando o fortão, tanto que consegui achar um perpétuo no rei com meu cavalo, a partir do lance 31...Cd3+, quando aconteceu o fato inesperado e hilário.... Tchan, tchan, tchan, tchan,,,

Pouco antes dele fazer o lance 34 (quando podia aceitar repetir posição), todas as luzes do salão se apagaram. Imediatamente os seguranças pessoais dele invadiram a parte interna do simultânea e pularam sobre ele com o objetivo de protegê-lo com seus corpos contra algum ataque inesperado. Foi uma confusão, em poucos minutos é verdade, mas que desconcentrou bastante o GM.

Já refeito (ou quase) e com o salão iluminado de novo, ele bebeu um pouco de suco de laranja e retomou as partidas. No entanto, ao chegar à minha mesa, olhou a posição com cara de desdém e capivarou feio não repetindo posição via 34.Rf2... e jogou 34.Re2 ??... que perde de imediato após 34...Chf4+. E eu aproveitei na hora !!!!!

Não é todo dia que se ganha de um vice-campeão mundial, nem que seja numa simultânea. Moral da história: As trevas sempre protegem os oprimidos !!! (ou Quando estiver perdido, apague a luz !!) (rsrsrs).

Como histórico da simultânea, se não me engano ele perdeu três das trinta partidas, empatou algumas poucas e ganhou fácil o evento! Para mim foi uma honra ter participado !! Pena que não tenho nenhuma foto. O diretor de xadrez da Hebraica à época, fugiu-me o nome, com certeza deve ter ! O Marcelo Einhorn podia ajudar nesse resgate.

Maia, você devia estimular seus 17 leitores a enviarem mais “causos” para seu blog !

Um abraço,

Alberto Mascarenhas



segunda-feira, 28 de setembro de 2009

370- Madureira bombou!!



O Torneio do SESC-Madureira bombou como era previsto!! 100 jogadores (102 inscritos) terminaram a competição no ensolarado domingo do Rio de Janeiro!

Parabéns aos organizadores, os professores Celso Renato, Jorge Luiz Medeiros, Pietro Ferraz e Maximiano Reboredo! Parabéns ao Árbitro Nacional Élcio Mourão por mais uma competente arbitragem!

Espero que este evento e outros façam com que as forças se unam numa grande coalizão com o fim de promover as necessárias e esperadas mudanças no Amado Xadrez do Estado do Rio de Janeiro!


Mais notícias do torneio nos blogs:

Xadrez Vencedor
Clube de Xadrez de Mendes
Blog JilóPress-tudo sobre o que acontece em Madureira e na Zona Norte

369- Grupo de Trabalho para construção de um plano nacional de desenvolvimento do xadrez educacional no Brasil.

DOU-Seção 2 Nº 184, sexta-feira, 25 de setembro de 2009.

GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 171, DE 24 DE SETEMBRO DE 2009
O MINISTRO DE ESTADO DO ESPORTE, no uso de suas atribuições regulamentares e,
considerando o disposto no art. 217 da Constituição Federal;
considerando a competência da Secretaria Nacional de Esporte Educacional (SNEED/ME) definida no Regimento Interno do Ministério do Esporte/ME;
considerando a demanda da sociedade brasileira quanto ao fomento e à prática de modalidade esportiva xadrez, em todas as suas particularidades; e
considerando o Programa Interministerial Xadrez na Escola realizado entre o Ministério do Esporte e o Ministério da Educação,
resolve:
Art. 1º Instituir Grupo de Trabalho para estudar o cenário nacional da prática de xadrez e a construção de um plano nacional de desenvolvimento do xadrez educacional.
Art. 2º O Grupo de Trabalho será integrado pelos seguintes membros:
I - Antonio Apolinário Rebelo Figueiredo, Diretor do Departamento de Esporte Universitário da SNEED/ME;
II - Danielle Fermiano dos Santos Gruneich, Coordenadora- Geral de Esporte Universitário da SNEED/ME;
III - Amauri Aparecido Bássoli de Oliveira, Representante da Universidade Estadual de Maringá;
V - Charles Moura Netto, Vice-Presidente Financeiro da Confederação Brasileira de Xadrez - CBX;
V - Júlio Lapertosa, Vice-Presidente de Xadrez Escolar da Confederação Brasileira de Xadrez - CBX;
VI - Robson Lopes Aguiar, Secretário-Geral da Confederação Brasileira de Desporto Escolar - CBDE;
VII - Andre de Mendonça Furtado Mattos, Diretor-Técnico da Confederação Brasileira de Desporto Universitário - CBDU;
VIII - Leandro da Costa Fialho, Coordenador de Ações Educacionais Complementares da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC.
Parágrafo único. A presidência ficará a cargo do Diretor do Departamento de Esporte Universitário da SNEED/ME, Antonio Apolinário Rebelo Figueiredo.
Art. 3º Compete ao Grupo de Trabalho:
I - construir a proposta de plano nacional de fomento ao xadrez educacional, a ser apresentada ao Ministério do Esporte e ao Ministério da Educação;
II - elaborar estratégia de fomento do xadrez no Programa Segundo Tempo;
III - elaborar interface da modalidade xadrez no âmbito do Programa Mais Educação;
IV - analisar a execução e as diretrizes do Programa Xadrez nas Escolas; e
V - elaborar proposta de capacitação para professores de Educação Física do Programa Segundo Tempo.
Art. 4º As despesas relativas às reuniões do Grupo de Trabalho correrão por conta da dotação orçamentária deste Ministério do Esporte.
Art. 5º O Grupo de Trabalho poderá solicitar a participação de convidados e colaboradores eventuais, mediante justificativa.
Parágrafo único. O pagamento de diárias e passagens necessárias para essa participação será custeado pelo Ministério do Esporte.
Art. 6º O Grupo de Trabalho terá o prazo de cento e vinte dias para conclusão dos trabalhos, podendo ser prorrogado, sucessivamente, por períodos iguais.
Art. 7º O Ministério do Esporte poderá firmar parcerias com entidades públicas ou privadas, sem fins lucrativos, visando a fomentar ações relevantes para a consecução dos objetivos estabelecidos no plano de que trata o art. 1º.
Art. 8º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
ORLANDO SILVA
MINISTRO DOS ESPORTES.

Leia aqui a publicação no Diário Oficial da União. (Google Docs)

sábado, 26 de setembro de 2009

368- Recordar é Viver e Peleja Karpov x Maiakowsky

Acima, a planilha da peleja Karpov x Maiakowsky......este documento deve estar valendo milhões!! estava dentro do livro de finais de torres do Smyslov/Lowenfish!! que paciência para encontrar!!!
Coluna da Iluska no JB de 17/08/92. Ao digitalizar, rasguei um pouquinho a parte relativa ao triunfo de Karpov, mas pouco importa! Importa é o "Recordar é Viver" do 6º Magistral. E o prometido massacre do Gambiteiro Gagá! ai, ai, que pancada, amigo Arrudinha.......




Simultânea com Karpov em Petrópolis foi no dia 28/10/1995!! eta época boa, só vagabundagem!!

Coloquei um tradutor (translator Maiakowsky!) do Google nos gadgets do blog. São divertidas algumas traduções das postagens para o inglês!

ÓTIMA SEMANA A TODOS, COM MUITA PAZ !!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

367-Matinho, Estudo e Bigode pop!

G. Guidelli, 1917. Brancas jogam e dão mate em 2.

V. & M. Platov, 1909. Brancas jogam e ganham.

Um matinho em 2 e um estudo para os diletos leitores passarem bem o fim de semana!

E a postagem nº329 referente ao Sadi continua recebendo comentários! O bigode é pop!!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

366- Momento Maiakowsky de Música: Cavaleiro da Esperança e Teu Sonho Não Acabou - Taiguara



Vídeo: Cavaleiro da Esperança. Taiguara junto do pai, o bandeonista Ubirajara Silva.

Neto de maestro e filho do bandeonista Ubirajara Silva, Taiguara Chalar da Silva (1945-1996) nasceu em Montevidéu no Uruguai e a partir dos 4 anos radicou-se no Rio de Janeiro.
Começou a carreira nos shows do colégio Mackenzie e no Teatro de Arena, ambos em São Paulo (onde debutava Chico Buarque, da vizinha FAU) em 1964.
Depois de disputar vários festivais com músicas alheias ("Modinha" de Sérgio Bittencourt, "Não se Morre de Mal de Amor", de Reginaldo Bessa), estourou a partir de 1970 com baladas de punho próprio entre a sensualidade e a jovem rebeldia como "Hoje", "Universo do Teu Corpo", "Viagem", "Geração 70", "Teu Sonho Não Acabou", "Que as Crianças Cantem Livres".
A permissividade poética em sintonia com a era do desbunde atraiu a atenção da Censura que começou a vetar em massa suas letras, o que o levou a um auto-exílio londrino. Mas a perseguição do Regime não o impediu de gravar discos de alta densidade instrumental como "Imyra, Tayra, Ipy, Taiguara" de 1976 (com Hermeto Paschoal Wagner Tiso, Toninho Horta e Jacques Morelenbaum) e mesmo os anteriores "Taiguara, Piano e Viola" (1972) e "carne e Osso" (1981).
Nos anos 80 tornou-se discípulo político do líder comunista Luis Carlos Prestes para quem compôs "O Cavaleiro da Esperança". Empreendeu uma volta às origens em "Canções de Amor e Liberdade" (1983), misturando o bandenon do pai à harpa paraguaia e ao chamamé fronteiriço. E no CD final "Brasil Afri" rebuscou-se em "Menino da Silva" e "África Mãe".
Texto de Tárik de Souza. Fonte: www.sescpc.com.br



Vídeo: Teu Sonho Não Acabou.

Em 1990, com 25 anos, assisti a um emocionante show desse fantástico homem no Teatro João Caetano. Que saudades, velho!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

365- RECORDAR É VIVER: KARPOV X MAIAKOWSKY!!



Época de nostalgia, senhores. Como este match K x K em Valência está muito "fuinha", aproveito para lembrar aos diletos leitores o verdadeiro Duelo de Titãs!! Karpov x Maiakowsky, Petrópolis, simultânea, 199? (não lembro bem o ano!!) !! nas fotos, Maiakowsky (ao lado do China, de Petrópolis), jovial, magrinho (o tempo não pára.........), na 2ª foto já desesperado, mãos no rosto!!!
As fotos eu achei dentro de um caderno velhinho recheado das velhas e ótimas colunas de Iluska Simonsen (Luis Loureiro) no Jornal do Brasil que registram bem alguns torneios do amado xadrez do Estado do RJ na década de 90! eu recortava as colunas e colava no caderninho, que gracinha!!
Vou aos poucos digitalizar as colunas da Iluska e postá-las aqui na seção "Recordar é viver!!". Tem o bicampeonato estadual de Carlos Rosa, o Carioca de 93 de Ricardo Teixeira e muito mais! tem até um massacre do "Gambiteiro Gagá de Friburgo" contra um já detentor de norma de MI à época (ai,ai, Arrudinha.......!).

Fraterno abraço a todos!!

domingo, 20 de setembro de 2009

364- É DOMINGO, XADREZ EM MADUREIRA!!

I FESTIVAL ESCOLAR E ABSOLUTO NO SESC RIO UNIDADE MADUREIRA 2009 - INSCREVA-SE!

Fernando Santana 2105 e Reinaldo Sta. Bárbara 2292 alem dos já pré-inscritos, MF Wagner Peixoto 2218, Renato Carvalho 2120, Igor Mourão 2115, Daniel Rangel 2076, com certeza irão abrilhantar e fortalecer o I FESTIVAL DE XADREZ ESCOLAR E ABSOLUTO NO SESC RIO UNIDADE MADUREIRA 2009, também outros enxadristas classes “A”, “B” e “C” pré-inscritos no Módulo Adulto/Absoluto.
No Módulo Estudantil/Escolar, José Francisco Neto 1601, que jogou as Olimpíadas Escolares em Poços de Caldas defendendo o Estado do Rio de janeiro, terminando em 9o lugar entre 23 participantes, também se fara presente conosco no Domingo, 27 de setembro de 2009 a partir das 9:00hs, onde estaremos efetuando as últimas inscrições até ás 10:00hs para que possamos então iniciar ás 10:30hs a primeira rodada.
Estamos fazendo uma modificação nas premiações, pois os segundos e terceiros lugares de cada categoria (Absoluto/Adulto, Estudantil/Escolar, Sub-9, Sub-12, Sub-15 e Sub-18), em vez de receberam medalhas, receberão troféus!
*DIA/DATA: DOMINGO, 27 DE SETEMBRO DE 2009
* HORÁRIOS: INÍCIO ÁS 10:00HS.
* LOCAL: SESC RIO UNIDADE MADUREIRA
* ENDEREÇO: RUA EWBANCK DA CÃMARA, 90 – MADUREIRA.
* EVENTO ABERTO: FEDERADOS OU NÃO FEDERADOS PODERÃO PARTICIPAR.
* RITMO: TEMPO DE REFLEXÃO SERÁ DE 21 MINUTOS PARA CADA ATLETA.
* MÓDULOS:ADULTO/ABSOLUTO E ESTUDANTIL/ESCOLAR (SUB-9, SUB-12, SUB-15 e SUB-18)
*RODADAS: SISTEMA SUIÇO EM 6 RODADAS, PARA TODAS AS CATEGORIAS.
*EMPARCEIRAMENTO PELO PROGRAMA SWISS PERFECT.
* INSCRIÇÕES DO MÓDULO ADULTO/ABSOLUTO:
-ANTECIPADAS (ATÉ 1 DIA ANTES DO EVENTO) R$ 15,00 (QUINZE REAIS)
-NO DIA DO EVENTO ATÉ 1 HORA ANTES DO INCIO: R$ 20,00 (VINTE REAIS)
* INSCRIÇÕES DO MÓDULO ESTUDANTIL/ESCOLAR:
- ANTECIPADAS (ATÉ 1 DIA ANTES DO EVENTO) R$ 10,00 (DEZ REAIS)
- NO DIA DO EVENTO ATÉ 1 HORA ANTES DO INCIO R$ 15,00 (QUINZE REAIS)
* Arbitragem Geral: Prof. Élcio Mourão (Arbitro Nacional)* Árbitros Auxilares: Profs Celso Renato, Pietro Ferraz e Jorge Luiz Medeiros* Organização: Profs Celso Renato, Pietro Ferraz, Jorge Luiz Medeiros e Maximiano Reboredo*PROGRAMAÇÃO:
1 rodada ______________________________10:30hs
2 rodada______________________________ 11:30hs
3 rodada______________________________ 13:00hs
4 rodada______________________________ 14:00hs
5 rodada______________________________ 15:00hs
6 rodada______________________________ 16:00hs
Premiação e término até ____________ ______ 17:30hs.
*Premiação Adulto/Absoluto:
1 lugar__________ Troféu + R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais)
2 lugar_________ Troféu + R$ 100,00 (cem reais)
3 lugar_________ Troféu + R$ 70,00 (setenta reais)
4 lugar _________Diploma + R$ 50,00 (cinqüenta reais)
5 lugar ________ Diploma + R$ 30,00 (trinta reais)
Melhores classes: "B" e C": Diploma + R$ 20,00 (vinte reais)
* Premiação do Etudantil/Escolar – Categorias: sub –9, sub-12, sub-15 e sub-18
1 lugar __________ Troféu + Kit jogo de xadrez (tabuleiro+peças+sacola)
2 lugar___________Troféu + Livro sobre xadrez ( xadrez sem mistério)
3 lugar___________Troféu+ Dvd filme sobre xadrez (Lances Inocentes)
4 e 5 lugares____Diploma + Cd programa sobre xadrez
* Premiação Extra: Diploma + Cd Programa sobre Xadrez
Enxadrista com mais idade.
Enxadrista com menos idade.
Melhor Feminino dos módulos: Adulto/Absoluto e Estudantil/Escolar (em cada categoria)
Sorteio de 1 (um) Relógio Analógico (exclusivo para o módulo Estudantil/Escolar)
O regulamento geral estará disponível e afixado no local, no dia do evento a partir das 9:00HS.
* Maiores informações: projetoxadrezvencedor@hotmail.com ou Tel: 9312-8890 (Prof. Celso Renato), Tel: 8587-5694 (Prof. Jorge Luiz) e Tel: 7851-3060 (Prof. Pietro Ferraz)
* As inscrições antecipadas deverão ser feitas via depósito bancário: BANCO DO BRASIL, AG: 1579-2 C/C: 28.912-4 em nome de Celso Renato Rodrigues da Silva e em seguida enviar para o e-mail acima contendo: Nome, Idade, Tel de Contato e Rating (caso tenha). Na sala do departamento de Xadrez do Jacarepaguá Tenis Clube, ás 3as e 5as Feiras a partir das 19:00hs com Waldemar Costa (Vadinho). Este procedimento nos ajudará a efetuar os preparativos corretos e evitará imprevistos de ultima hora.* O valor de R$1000,00 (mil reais) distribuídos em prêmios, são referentes à premiação em dinheiro, exclusiva do módulo Adulto/Absoluto + os prêmios materiais, bem como todos os prêmios do módulos Estudantil/Escolar, (que serão para as 4 categorias) em materiais enxadrísticos + os prêmios extras, incluindo o sorteio.
PARTICIPE ! XADREZ É ESPORTE, ARTE, CULTURA E LAZER DE QUALIDADE!

363- Como joga esse gringo!!

Meu Deeeeeeeeeeeeeeeeus, como joga esse Petkovic!! 37 anos!! que categoria!! devia jogar com a 10!!

Diletos leitores, Maiakowsky vai diminuir o ritmo das postagens: intensificação dos treinos para o Congresso de Solucionismo.

Boa semana a todos!!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

359- Cultura Enxadrística- Masca em Amsterdã, Del Potro, Mecking e Fier








Oi Maia,

Após mais uma viagem ao exterior (desta vez a trabalho!), compartilho com você fotos de um lugar que me deixou muito feliz em Amsterdam.

Descobri meio por acaso a existência de um tabuleiro com peças gigantes em Amsterdam, aberto à utilização pública, e fui conferir num horário vago do trabalho. E ao ler o nome da praça a ficha caiu...

MAX EUWEPLEIN => Praça Max Euwe, precisa dizer mais ????

Trata-se duma praça bem na área mais nobre da cidade, de tal ordem que há nela um Hard Rock Café e outros bons restaurantes/bares. O Hard Rock Café inclusive tem vista e sacada para um canal muito bonito. Numa das fotos você verá a entrada do Hard Rock café (o canal fica do outro lado), em sentido oposto ao local que eu fui visitar nesta praça.

Eu tirei mais fotos, mas mando logo essas pois não resisti... Veja que bem atrás do tabuleiro gigante tem uma estátua em homenagem ao Max Euwe ! Tirei uma foto em close dessa estátua, mando depois.

Outro ponto incrível, repare que no alto das fotos aparecem uns arranjos de luzes (tipo aquelas de natal) no formato de peças de xadrez. À noite a praça fica iluminada com essas peças se sobressaindo. Isso é em todo o perímetro da praça !! É de arrepiar quem gosta de xadrez e sabe um pouco de sua história.

Nos banquinhos ao redor do tabuleiro gigante, pessoas ficam reproduzindo partidas, jogando partidas amistosas e aguardando a sua vez de jogarem. É muito legal !!

Pena que eu não podia esperar para jogar... tinha de voltar para o local do trabalho. Vi duas partidas, esta da foto e uma Giuoco Piano a seguir.

Mais uma que compartilho com seu blog amigo !!!

Um abraço,

Mascarenhas


============================xxxxxxx========================================

É impressionante a cultura enxadrística de alguns países. As fotos e o relato do amigo e "colunista" deste blog, Alberto Mascarenhas, me deixaram com vontade de conhecer um dia Amsterdã (quem sabe não jogar um openzinho?).
Creio que conta muito o fato de Max Euwe ter sido o 5º Campeão Mundial da história do xadrez (esqueçamos o fato que ganhou um match diante de um Alekhine "à beira do suicídio", como diria meu amigo e futuro MI Sadi Dumont!) para o enraizamento cultural do jogo na Holanda. Em Cuba TODOS sabem quem foi José Raul Capablanca (3º Campeão Mundial da história do xadrez)!
Tem países que sabem aproveitar bem o êxito de seus esportistas. Li uma matéria sobre o Del Potro e a Escola de Tênis de sua cidade, Tandil. O grandalhão ralou muito para chegar onde chegou aos 20 anos! passou por dificuldades de todo tipo. Imaginem como Tandil receberá novos pupilos (já tem jovens brasileiros treinando lá). Os argentinos saberão aproveitar isso bem e tenho a certeza que Del Potro ministrará clínicas lá (a ESPN Internacional, na cobertura da final do U.S. Open, mostrava cenas da criançada de Tandil vibrando com o irmão mais velho da casa! muitas crianças!).
Aqui no Brasil tivemos o brilhante Guga, tricampeão de Roland Garros, por pouco mais de um ano o nº 1 do ranking mundial. Aproveitamos o ídolo? claro que não: a incompetência e vaidade, típicas marcas de 99% dos dirigentes de entidades federativas, não permitiram! não culpem governo nem iniciativa privada. Culpem ausência de objetivos, metas, missão institucional, visão de futuro,etc, elementos que não conseguem ser transportados da academia para as entidades esportivas.
E no xadrez, que ídolos tivemos? Mecking? este foi o anti-ídolo, incapaz, na sua debilidade sócio-psíquica, de disseminar quaisquer atividades generosas que difundissem efetiva e saudavelmente o jogo no país. Culpa dele? claro que não: maiores responsáveis foram os que (por interesses individuais ) paparicaram os absurdos do "gênio".
Agora vemos aí o GM Fier (hoje empatou com Ponomariov na Espanha, num torneio por equipes), nosso Del Potro do xadrez (jogo agressivo, "força bruta"). O garoto é bonachão, gente fina e um super-talento no jogo. Será nosso número 1 por, no mínimo, dez anos. Alguém tem que dizer que, para o bem do xadrez nacional, ele não deverá somente focar seu auto-treinamento e dispender tempo com internet e msn!! tem que generosamente passar conhecimento para a criançada e jovens que o acompanham via internet. Tem que ministrar clínicas. Assim como Del Potro certamente fará em Tandil.

358- Momento Maiakowsky de Música- "Airbag" (Radiohead)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

357- Para não esquecermos (de novo!) !!

Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

265- Para não esquecermos!!

Terça-feira, 19 de Maio de 2009

229-Reativação dos Zonais. Estaremos nessa ou não?

Comunicado CBX nº 24/2009 - Reativação dos Zonais CBX


Vitória/ES, 16 de Maio de 2009.

Comunicamos às federações estaduais que a CBX está reativando os torneios zonais (ZONAL CBX - UF), os quais poderão ser realizados em etapa única, em cada UF, permitindo-se a participação de jogadores com rating FIDE inferior a 2200. Poderá valer rating CBX apenas, sendo a validade para rating FIDE opcional ao organizador. Só poderão participar jogadores do próprio Estado, sendo que o campeão de cada Zonal terá vaga na Semifinal do Brasileiro Absoluto. A realização do Zonal CBX em cada Estado é um direito preferencial de cada Federação, podendo esta autorizar que organizadores avulsos, com cadastro na CBX, o façam. A data limite para finalização dos Zonais é 18/10/2009.

Pablyto Robert
Presidente da CBX


Grande iniciativa da CBX. Parabéns!!

Kleber Victor disse...

Maia, gostaria de estar errado, mas como o direito preferencial de organizar o zonal em cada Estado é da federação local, e somente ela pode repassar essa premissa a algum organizador avulso, com o status quo que temos atualmente, a entidade estadual além de não fazer, não vai deixar ninguém fazer!
Portanto continuaremos a margem do restante do País. Seria uma ótima oportunidade para os jogadores do nosso estado....

Marcelo disse...

Kleber
Eu ia deixar passar o comentario depois do seu post no ultimo blog,afinal,é mais prático fazer do que supor. No entanto,me sinto na obrigacao de responder, inclusive a sua frase capital,que resume tudo..."eu gostaria de estar errado". E está!! O resto "estamos a margem" ,nao cabe comentário. Endosso as palavras do Maia (o que até reconheco ser dificil atualmente)..."Grande Iniciativa da CBX". Eu ja havia lido e a Diretoria, creio que posso falar em nome dela, vai ponderar e creio que vc entenda,não estava previsto e demanda que estudemos o calendário e a estrutura técnica . Concordo inteiramente contigo da importancia. A FEXERJ deve atingir (talvez seja isto que muitos nao compreendem - inclusive não há duvida que valeria FIDE), todas as faixas de enxadristas. Aguarde um pouco,apenas.

Kleber Victor disse...

Não posso acreditar em você deixando passar algum comentário Marcelo!!
Faço minhas as palavras do Maia, e com seu endosso, Marcelo, finalmente! Nem tudo está perdido! Toda a diretoria da CBX está de parabéns, não só pela reativação dos zonais estaduais, mas pelos resultados alcançados em tão pouco tempo. Cabe agora a entidade estadual fazer a sua parte, ou caso não queira, delegar a outra pessoa. Só não pode deixar passar em branco a oportunidade...

terça-feira, 15 de setembro de 2009

356- Xadrez Imaginário- Almiro Zarur

Lançamento


Xadrez Imaginário - Problemas de Xadrez
(Primeira edição, 2009)
Autor: Almiro Zarur
Número de páginas: 208 pp. Peso 301,6 gramas
Formato: 16 X 23 cm impressão off-set p/b
Lombada: 1,2 cm
Encadernação: Brochura
Preço: 45,00
Quem conhece o Xadrez somente como jogo, um mero passatempo, vai poder conhecer, neste livro, seu outro território: o fértil campo da composição. Poderá conhecer, na forma de questões, a resolver (problemas), finais de partidas imaginárias, de um jogo que, não obtido na partida real, é feito para provocar a emoção do belo. Irá conhecer, após tal gênero de problemas (“direto”), filiado ao jogo tradicional, o estranho “inverso”, em que um bando obriga o outro a vencê-lo (!); o revolucionário “ajudado”, que acaba com a habitual luta entre brancas e negras (estas ajudam aquelas ... a lhes dar mate); o fabuloso “feérico”, com peças exóticas (a “mágica”, o “tanque”, a “mobilizável”), o “lance máximo”, os “reis siameses” – a produzirem a “estrela cintilante”, o “quadrado passo a passo”, a “ampulheta”, a “reação em cadeia”. Tomará conhecimento de um grande número de temas (dual e triplo evitados, half-pin e Grinshaw, correção negra e branca, Stocchi, Ruklis, Zagoruyko) e vários tipos de problemas (o clássico e o moderno; os de mate, mate virtual, sem mate e até – “um estranho no ninho” – o anti-problema). Conhecerá o outro Xadrez quem conhece o Xadrez somente como jogo.

Almiro Zarur - Almiro Zarur é um dos fundadores da UBP (União Brasileira de Problemistas), entidade máxima do problema no Brasil.
Um dos editores do “Boletim da UBP”, nele colaborou com problemas e artigos apresentando idéias próprias em composição (“Problemas sem mate”, “Bloco incompleto cíclico”, “Um tema depois de outro”, “A reação em cadeia”).
Seu primeiro problema publicado, aos 21 anos, tirou 3º prêmio em torneio internacional na Espanha. E, alternando períodos de atividade e afastamento da composição, publicou em torno de 400 problemas nas revistas especializadas do mundo, com cerca de 60 prêmios e 100 menções honrosas e recomendações.
Obteve em 1992 o título de “Mestre de composição”, outorgado pela FIDE (Federation Internacionale des Echecs), entidade máxima do Xadrez no mundo.

====================================================================================

Um lançamento deveras pertinente da Editora Ciência Moderna, visto que o Rio de Janeiro sediará de 10 a 17 de outubro de 2009 o CONGRESSO MUNDIAL DE SOLUCIONISMO!! Prestigiem o evento da modalidade que é a máxima expressão da arte no jogo de xadrez!! Como diria Caetano: é lindo!!

FALTAM 25 DIAS PARA O MUNDIAL DE SOLUCIONISMO!!

355- Matinho em 2 para diminuir a tristeza!

H. D. O´Bernard,
Western Morning News, 1903.

Nada como uma atividade artística para diminuir a tristeza! Brancas jogam e dão mate em 2. Muito legal a solução!! O leitor que enviar primeiro a solução (sem computadores, né!!) ganha entradas para um Rendez-Vous!!!

354- XADREZ&PSICOLOGIA

Los Libros de los psicólogos ajedrecistas.

Por MI Raúl Ocampo Vargas.

El jugar ajedrez es una actividad mental y es natural relacionarla con la psique con todo lo que implica. Por otro lado 2009 es el centenario de un encuentro entre dos personajes fundamentales en el tema de la psique: el Dr. Sigmund Freud y el Dr. Carl Gustav Jung, por lo que decidí escribir un poco sobre la influencia de los profesionales de la Psicología en el ajedrez.

El Dr. Jung en su retiro en Bollingen, a las orillas del lago Zurich, se dedicaba mucho a jugar, pues para él el juego tenía una importancia muy seria. El homo ludens era el ser auténtico, el hombre volando en la imaginación, que es más importante que el conocimiento puesto que este es limitado y la imaginación no. Decía Jung que mientras mas sabía mas consciente estaba que sus conocimientos apenas cubrían una uña y aún quedaba lugar. Conforme nos convertimos en mas viejos, nos damos cuenta que entendemos menos, pues el aumentar nuestros conocimientos nos hace más conscientes de nuestra ignorancia. Tanto en Bollingen como en su despacho en tiempos más activos de Kusnacht, de vez en vez jugaba ajedrez, creación que parece universal, pues en casi toda cultura aparece de una manera u otra algo parecido al ajedrez, como si fuera un tesoro del inconsciente colectivo.

Mucho se ha escrito de la Psicología en el ajedrez, desde que Binet, creador de los test psicológicos, aunque no tan elaborados como los de medio siglo después creara Jung, escribiera sobre el ajedrez, decenas de trabajos hay muy importantes escritos por Psicólogos afamados. Pero yo quiero referirme a los ajedrecistas que además son psicólogos, a jugadores que eligieron la psicología, pero que antes fueron ajedrecistas. Por supuesto que el Gran Maestro Reuben Fine y el Gran Maestro Nikolai Krogius resaltan, lo mismo que el Maestro Blumenfeld y el no tan conocido en ese campo, el GM Alatorsev. Pero son menos conocidos los trabajos del GM Kevin Spraggett de Canadá y de los maestros Amatzia Avni de Israel y la Dra. Nelly Maceira de Cuba.

El libro del GM Fine sobre la Psicología y los ajedrecistas no ha sido muy bien aquilatado y mucho menos bien recibido. Algunas afirmaciones y relatos parecen exagerados y tendenciosos, por lo que muchos comentaristas lo describen como su peor libro de ajedrez. Y aunque no fue escritor tan prolífico en la Psicología como en el ajedrez, también hay quienes opinan que fue su peor libro sobre Psicología. Su libro no pertenece a aquellos que parecieran importantes por algún aporte. Realmente es una descripción de situaciones que nada dejan en realidad que sea útil para la superación del ajedrecista o para comprender algunas situaciones en las competencias de ajedrez, que son los temas por los que más se acercan los lectores cuando buscan un libro de Psicología y Ajedrez.

La Dra. Nelly Maceira ha escrito muchos artículos importantes respecto a como abordar la tarea de ayudar a los ajedrecistas, sobre todo a los más jóvenes, a superarse y da consejos útiles, aunque no establece, en el pequeño margen que un artículo da, un sistema estructurado para lograr la autosuperación o el autoanálisis como jugador. El único libro completo que ha trascendido fuera de Cuba es un excelente trabajo para introducir a los niños al ajedrez titulado “El abuelo de los juegos”, que es quizás el mejor que ha sido escrito en castellano para enseñarle a un niño el ajedrez, aunque en algunas cosas es superado por otros, como el mismo “Primer of Chess” de Capablanca; o el Curso de Lasker. Pero su enfoque goza de la ventaja de ser más moderno. La labor de la Dra. Maceira ha sido muy importante en el campo de la enseñanza del ajedrez en Cuba, y sería muy bueno reunir sus artículos en un solo tomo al menos, si no es que se pudiera publicar un trabajo completo sobre los temas que ha tocado en ellos. Editado en España, si sería más deseable que se ampliará la difusión del libro “El abuelo de los juegos” y se hiciera incluso una actualización.

Del GM Kevin Spraggett, podríamos decir lo mismo que de la Dra. Nelly Maceira, ha escrito artículos valiosísimos para la aplicación de la Psicología en ajedrez, con recomendaciones prácticas muy útiles para la superación de los jugadores y de excelente guía para entrenadores y padres de ajedrecistas, pero no un libro sobre el tema. Claro que juntando sus artículos tendríamos un tratado completo sobre la Psicología en Ajedrez, pero mientras tanto hay que irlos “pescando” en Internet, pues los editores de las revistas canadienses de ajedrez han mostrado una total ceguera al no publicar los trabajos del gran maestro, además de bien preparado psicólogo, cuya difusión más amplia, sería un aporte muy valioso del ajedrez canadiense al ajedrez mundial.

Afortunadamente, en lo que toca al maestro FIDE Amatzia Avin, además de que ha publicado numerosos artículos, ha concretado la realización de varios excelentes libros. Sus libros sobre los errores en ajedrez me parecen más completos y profundos que los escritos por los soviéticos el GM Alexei Suetin y el maestro Damsky, o el libro de Boris Persitz y Voronkov, “Errores Típicos”. En lo que toca a los trabajos que sobre el tema ha escrito el M.I. Zlotnik, es otra cosa, pues esos no quedan a la zaga de nadie. Pero Amatzia Avin ha estado más enfocado a la aplicación practica de la Psicología en ajedrez, al mismo nivel que la máxima autoridad que es el GM Krogius.

Desgraciadamente para los lectores de habla hispana, solo se tradujo una versión simplificada de los trabajos de Krogius sobre Psicología en Ajedrez, mientras que en inglés se publicó una versión más grande con el mismo título; en cambio en ruso hay media docena de libros sobre el tema escritos por el GM Krogius. Sobre finales, se publicó en inglés “Just the Facts”, así como en castellano hay un libro de finales y otro que es un curso para principiantes e intermedios, pero de lo escrito por Krogius sobre Psicología en ajedrez, solo hay una pequeña muestra en nuestro idioma.

Los libros de Amatzia Avin principalmente están escritos y publicados en ingles.

Por cierto que en ellos hace referencia el apoyo que en la redacción le dio Raaphy Persitz, quien fuese uno de los más populares y reconocidos columnistas de la revisa British Chess Magazine. Una serie de sus excelentes artículos publicados en la sección “El Rincón del Estudiante”, allá por los años 1956 a 1959, hace más de cincuenta años, fueron los que me inspiraron para escribir una serie similar en inforchess hace algunos años.

Los artículos de Raaphy Persitz siempre me parecieron muy instructivos y muy ilustrativos y me sirvieron mucho para preparar material como entrenador. Con más de 50 años como magnífico redactor de ajedrez, no me sorprende que Persitz le haya dado inmejorable apoyo para la calidad de los libros de Amatzia Avin.

El maestro de Israel tiene capítulos en sus libros que realmente atraen a estudiarlos seriamente. Por ejemplo, en su libro “Chess Tips for the improving player” (Tips para mejorar como jugador de Ajedrez), se encuentran algunos con atractivos títulos como: “En busca de Ideas”, “Decisiones”, Reglas al Dedillo” y “Aprendizaje”. En otro libro, esta vez con el título “ Danger in Chess”, (Peligro en ajedrez), con el subtítulo de “Cómo evitar blunders”, destacan los capítulos : “El Sentido del Peligro”, “Peligros Obvios”, “Fallas en el sentido del peligro, factores relacionados con el oponente”, Fallas en el sentido del peligro, factores relacionados con la posición”, “Fallas en el sentido del peligro, factores relacionados con el proceso de razonamiento”, etc.

En su libro “Surprise in Chess”, (Sorpresa en ajedrez), hay unos atractivos capítulos como: “La Teoría de la Sorpresa”, “Las cinco caras de la sorpresa” y “Casos especiales de la sorpresa en ajedrez.

En uno de sus primeros libros “Creative Chess”, (Ajedrez Creativo), puede uno leer capítulos como: “Creatividad en Ajedrez”, “Flexibilidad”, “Como desarrollar la creatividad en ajedrez”, “El retorno del Fénix”, “Jugadas Absurdas”, “Baterías Peculiares” y “Piezas Versátiles”.

Otros muchos autores, sin ser Psicólogos profesionales, académicamente hablando, han tocado temas relacionados con la Psicología en Ajedrez, como ya había mencionado al GM Suetin, y ahora mencionó al GM Pal Benko, sin olvidarme de algunos del prolífico Gran Maestro Andrew Soltis y del no menos fértil, el GM John Nunn .

Por ahora me conformó con mencionar a psicólogos profesionales, que además son ajedrecistas y que han acometido el tema con libros que vale la pena comentar.

Los libros de Krogius fueron muy importantes en la Unión Soviética para apoyar el trabajo de los entrenadores e instructores, pero los del MF Amatzia Avni tienen una aplicación práctica muy directa y son más del campo de la ciencia popular que los escritos muy académicos de Krogius, que además hay que aclarar que lo mejor de su producción apareció en ruso y no ha sido traducida.

En México, a 15 de Septiembre del 2009

FONTE: www.inforchess.com

Notas de Maiakowsky:

1) link sobre Amatzia Avni muito interessante!

2) artigo de Nery Maceira Moya também deveras interessante!!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

353- Don´t tell me to be quiet....




Catimbeiros que "não sabem" as regras do jogo!! e o árbitro, se enrolando todo, ainda mandou o Federer (que só queria o respeito à elementar regra!) calar a boca!!

352- An Interview with a gentleman

Photo of Roger Federer
Roger Federer
Monday, September 14, 2009

THE MODERATOR: Questions, please.

Q. It's been a long time since we've been in this room with you not as a winner. I know on this end it feels very strange. Talk about the experience tonight and the way Juan Martin played.

ROGER FEDERER: Yeah, I mean, I thought it was a tough match from the start. I think even the first set was, you know, pretty close. I think both getting used to the conditions. It was kind of tough starting around the 4:00 time because the shadows moving in and stuff.

I got off to a pretty good start, and had things under control as well in the second set. I think that one cost me the match eventually. But I had many chances before that to make the difference.

So it was tough luck today, but I you thought Juan Martin played great. I thought he hung in there and gave himself chances, and in the end was the better man.

Q. How disappointing is this not to get No. 6?

ROGER FEDERER: Five was great, four was great, too. Six would have been a dream, too. Can't have them all. I've had an amazing summer and a great run. I'm not too disappointed just because I thought I played another wonderful tournament. Had chances today to win, but couldn't take them. It was unfortunate.

Q. What happened in that fifth set, the first three games?

ROGER FEDERER: I thought he served twice, held twice; I got broken; then he got the 3‑0 lead. Pretty obvious.

Q. Did he do anything differently today than he did in prior matches?

ROGER FEDERER: Not a whole a lot. I just thought he was more consistent throughout. You know, I mean, he played pretty much the same.

Q. Can you look back five years ago and think about how he must be feeling as he's lying on the court after match point?

ROGER FEDERER: Well, I mean, got to compare it to my first Wimbledon. I think the first major is always a big deal. Best feeling on the planet after all the hard work you put in. Especially nice when it comes when you're quite young because it comes kind of unexpected for him as well even though he put himself in a good opportunity and position. But it's great. It was good to see him being so happy and emotional about it.

Yeah, I mean, he should enjoy it. He deserves it. It was a great match for him, too.

Q. You seemed to get disturbed about the length of time he was taking to take the challenges. Talk about what was going on with the conversation with the umpire.

ROGER FEDERER: No, just one time. You know, what I think about Hawk‑Eye. Shouldn't be there in the first place. So then second question shouldn't happen. It is what it is.

Q. Was that a lot of distraction for you?

ROGER FEDERER: No, I don't get distracted by that stuff.

Q. How do you look back at the Grand Slam results of this year? You got two titles of Grand Slam, two finalists. How did you look back?

ROGER FEDERER: Unbelievable. Unbelievable run. Being in all major finals and winning two of those, I'm losing the other two in five sets. Sure, I would have loved to win those two as well. Being so close, I think was two points from the match today. That's the way it goes sometimes.

But year has been amazing already and it's not over yet. Got married and had kids, don't know how much more I want.

Q. With all the good that's happened this year, will that eventually help ease the sting of this?

ROGER FEDERER: Yeah, I mean, this one I think is easy to get over just because I've had the most amazing summer. I tried everything, you know. Didn't work. I missed chances. He played well and in the end it was a tough fifth set. It's acceptable. But life goes on. No problem.

Q. You were fully in control early on, and then the match start to change. Was there a moment where you said, uh‑oh, I got to get more serious or things aren't going the way I need them to go?

ROGER FEDERER: Not really. I thought I had him under control for the first two sets. I should never have lost so many chances. It was just a pity. I think if I win the second set, I'm in a great position to come through. Unfortunately, I didn't win that and that was it.

Q. Would you say this defeat, looks like a little bit the one you had in Australia with Nadal?

ROGER FEDERER: I don't remember the match almost in Australia. Was I up or down two sets to one?

Q. Down.

ROGER FEDERER: Down. I felt like today I was much more in control. You know, I had many more chances. It's one of those finals maybe I look back and have some regrets about it.

But, you know, you can't have them all and can't always play your best. He hung in there and did well. In the end, he was just too tough. Just the way it is.

Q. Are you at all surprised that he was able to keep his composure and not get sucked up by the moment of his first major final?

ROGER FEDERER: Well, I mean, I guess, yeah. It's always an amazing effort coming through and winning your first in your first final. Got to give him all the credit because it's not an easy thing to do, especially coming out against someone like me with so much experience. I think it's not easy to have a steel racquet.

Towards the end, of course, up 5‑2 in the fifth. That was easy. But he had to live through some really tough moments earlier on in both breakers throughout those sets to come back.

So his effort was fantastic. I thought himself he went through quite a few ups and downs. This is the one I should have used to make a difference, but I couldn't.

In the end, was really good.

Q. Your play is pretty much revered across the sport. The vibe inside the stadium was to pull for the underdog. Do you notice it and how did to feel to be on the other side?

ROGER FEDERER: Had it lots in my career, so this wasn't the first. I thought there was many Argentines there singing away. That's what I think you heard. Other than that, I thought the crowd was pretty even, which is a nice thing.

Q. Could you talk about his forehand, just talk about it and how it compares to other big forehands on the tour.

ROGER FEDERER: Well, it's different. I guess he hits it well on the forehand side. The inside‑out is good, too. But I mean, there are some better ones out there. He definitely strikes it with great pace and good margin, too. Sometimes he hits crazy ones, too, but that's what happens when you go for it a lot. He has a great technique at backhand. Rock solid.

Q. The other ones, you've spoken highly of González's forehand. Who are the others, the better ones?

ROGER FEDERER: Yeah, his is different. I don't know if I could put it up to González and Blake and Nadal. He's got a very good forehand, but I don't know if it's the best in the world right now. I don't think so. But it doesn't matter. He won the match, right? Doesn't matter if you have a great backhand or forehand.

Q. So far Rafa is the only one to defeat you in a major final. How do you feel about this other name coming into that list?

ROGER FEDERER: No problem. He deserved it. He played well. I don't know what to say. Rafa, we've had some epic ones, sure, great ones over the years. Who knows, maybe Del Potro is gonna to join that as well. I wish him all the best for the future. That's for sure.

Q. Seemed like a little turning point in the second set, there was that call on the line that was challenged. Seemed look you thought it was maybe another mark there. Can you talk about that?

ROGER FEDERER: It was only one mark. That mark was out. But apparently in. I mean, I don't know what to say. This thing is so ridiculous anyway. I see the ball landing, I see the ball hanging, and then it's called in.

I mean, I should have made the difference earlier so I'm not in a position where a challenge like that is gonna make a difference. Still, I'm ‑‑ whatever.

Q. It's very tough to lose a Grand Slam final, but looks to me that maybe this one you didn't express your feelings of losing. The last ones were Australia, Wimbledon, you didn't take it so sad.

ROGER FEDERER: Well, sometimes it does and sometimes it doesn't. I can't push a button. I don't want to. I want it to be natural. Today I'm okay with it. I'm tired. I was tired in the other ones, too. Sometimes they hit you more than other ones.

Maybe here with the whole music thing, it's maybe different. I don't get hit emotionally as bad as maybe in Wimbledon and Australia where it becomes super quiet at the end of the finals and you have a lot of things going through your mind. Here it's music, so your mind goes to the music instead of the match, which is a good thing I guess.

Q. You mentioned before the US Open that you probably will have a better idea how it is like to travel with a family on the tour. Have you got a better idea now? Have you got time to think about your approach to next year?

ROGER FEDERER: Next year, not really. I mean, I have sort of a plan in place obviously. I only look more or less to Australia, and after that, you know, I don't know.

No, traveling was not the most difficult part here. It was just nice that they were with me every day. That's what we're gonna try to do in the future. Now we'll see what's gonna happen the next few weeks and months. Right now I'm just tired. I want to get a rest.

Q. When you look back at this, how will this strengthen your resolve now?

ROGER FEDERER: "Resolve" meaning?

Q. To get back and win the Aussie.

ROGER FEDERER: There's a lot of time between now and the Australian Open. We have some big ones, you know, along the way. So I hope I can keep it up because I'm playing great tennis right now. I'm confident and I think I'm hitting a good ball. This doesn't take away anything from how much I've achieved this year, so I've had a wonderful season in terms of Grand Slams. Next to that, I also got back to No. 1 in the world. I hope I can defend that until the end of the year and then hopefully win the World Tour final in London. Along the way, I hope I can get some other titles like my home tournament in Basel. We'll see how it goes.

Fonte: http://www.usopen.org/en_US/news/interviews/2009-09-14/200909131252827286093.html

351- Comunicado

Comunico aos meus diletos leitores que estou de péssimo humor e assim ficarei por umas quatro a cinco semanas.
Parabéns, Kleber, voce é um tremendo secador. Vou contratá-lo como "segundo-secador" quando eu jogar um torneio!
Perder pra milongueiro é soda! o cara levava séculos pra decidir se desafiava ou não os pontos duvidosos (a regra diz que se deve pedir imediatamente à ocorrência da bola duvidosa). Não saber a regra do próprio jogo que pratica.......francamente.

domingo, 13 de setembro de 2009

350- É ou não é um gênio, diletos leitores?



JOGADA ANTOLÓGICA NA PARTIDA DE HOJE!!
MEU DEEEEEEEEEEEEUS!!
SOU UM PRIVILEGIADO DE ASSISTIR A ESTE GIGANTE!!

349- GIGANTE NA FINAL!!!

O jogo acontece na segunda-feira, às 17h00(horário de Brasília).


Confronto direto:

Campanha do Federer no torneio:
1ª Rodada: Devin Britton (Estados Unidos) 6-1 6-3 7-5
2ª Rodada: Simon Greul (Alemanha) 6-3 7-5 7-5
3ª Rodada: Lleyton Hewitt (Austrália) 4-6 6-3 7-5 6-4
Oitavas: Tommy Robredo (Espanha) 7-5 6-2 6-2
Quartas: Robin Soderling (Suécia) 6-0 6-3 6-7(6) 7-6(6)
Semifinal: Novak Djokovic (Sérvia) 7-6(3) 7-5 7-5

Campanha do Del Potro no torneio:
1ª Rodada: Juan Monaco (Argentina) 6-3 6-3 6-1
2ª Rodada: Jurgen Melzer (Áustria) 7-6(6) 6-3 6-3
3ª Rodada: Daniel Koellerer (Áustria) 6-1 3-6 6-3 6-3
Oitavas: Juan Carlos Ferrero (Espanha) 6-3 6-3 6-3
Quartas: Marin Cilic (Croácia) 4-6 6-3 6-2 6-1
Semifinal: Rafael Nadal (Espanha) 6-2 6-2 6-2


348- Campeão neste domingão!!

O nº 5 da lista de participantes faturou neste domingo em Cabo Frio mais um título na sua bonita história com o xadrez! Deixou para trás ilustres adversários!!
Parabéns!!!

347- E meu melhor amigo faz 57 anos!!!

Vale a pena reproduzir o texto da postagem nº 83 do ano passado.

O xadrez me proporcionou muitas coisas boas. A melhor delas foi conhecer grandes pessoas, cultivar bons amigos. Meu melhor amigo faz aniversário hoje, 13 de setembro. Faz 57 anos. Parabéns ao Kelsen!!
Kelsen foi a pessoa que mais se aproximou de mim e me ajudou, em 1981, quando pisei pela primeira vez numa sala de xadrez, o antigo depto. de xadrez do Satélite Clube (hoje AABB-Tijuca). Desde então foram inumeráveis os torneios que participamos juntos, vários interclubes pela AABB e Tijuca Tênis Clube. Muitas terças, quintas, sábados e domingos de muito xadrez! Estivemos sempre, lado a lado, em vários momentos importantes, como a eleição para a Fexerj que ele disputou e, infelizmente para o amado xadrez do Rio de Janeiro, perdeu.
Kelsen me deu a honra de sermos cumpadres! sou padrinho de sua única filha, hoje uma belíssima mulher de 22 anos, Camilla.
Só tenho a agradecer a CAISSA (Deusa do Xadrez) de ter colocado na minha vida esses maravilhosos "malungos", companheiros. E Kelsen Rosas Sodré Azevedo é o maior deles!
Na foto (tirada de meu celular) este blogueiro e Kelsen, num choppinho, ano passado, no Petisco da Vila!

PARABÉNS, COMPANHEIRO! E OBRIGADO POR TODA A FORÇA QUE ME DEU!!

346- Técnica Maiakowsky ajuda Rubens de novo!!


Rubinho conseguiu a 2ª vitória este ano, hoje em Monza, na Itália. Reduziu a 14 pontos a diferença que o separa de Jenson Button (passará Button no GP Brasil).
Tudo fruto da seção motivacional com a técnica Maiakowsky no camarote de Caras no Carnaval deste ano!!
Atenção, enxadristas!!! querem ser MI?? procurem Maiakowsky!! técnica Maiakowsky elimina os pensamentos negativos, sentimentos ruins como rancor, inveja,etc, que resultam em crônica maledicência, afetando significativamente os resultados esportivos!!!

sábado, 12 de setembro de 2009

345- Matinho em 2 de final de semana!

A.Servais, st Pr. U.T.F., 1947

Um matinho de fim de semana! Como Nunn escreveu em Solving in Style, não precisa de analisar qualquer variante para matar o problema! questão de pensar logicamente sobre a finalidade de cada unidade no tabuleiro. O problema traz o clássico exemplo de "cross-checks". Brancas jogam e dão mate em 2.


Bom findi, caros leitores!

Good weekend, dear readers!! (Maiakowsky is an international blog!!)

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

344- SEMIFINAL

O jogo acontece no sábado, ainda sem horário definido.

Roger Federer (Suíça)
X
Novak Djokovic (Sérvia)

Confronto direto:


Campanha do Federer no torneio:
1ª Rodada: Devin Britton (Estados Unidos) 6-1 6-3 7-5
2ª Rodada: Simon Greul (Alemanha) 6-3 7-5 7-5
3ª Rodada: Lleyton Hewitt (Austrália) 4-6 6-3 7-5 6-4
Oitavas: Tommy Robredo (Espanha) 7-5 6-2 6-2
Quartas: Robin Soderling (Suécia) 6-0 6-3 6-7(6) 7-6(6)

Campanha do Djokovic no torneio:
1ª Rodada: Ivan Ljubicic (Croácia) 6-3 6-1 6-3
2ª Rodada: Carsten Ball (Austrália) 6-3 6-4 6-4
3ª Rodada: Jesse Witten (Estados Unidos) 6-7(2) 6-3 7-6(2) 6-4
Oitavas: Radek Stepanek (República Tcheca) 6-1 6-3 6-3
Quartas: Fernando Verdasco (Espanha) 7-6(2) 1-6 7-5 6-2



343- CNJ neles!

Desembargador joga xadrez durante sessão do TJ-BA

desembargador TJ-BA jogando xadrez - Haroldo Abrantes / Agência A Tarde

O desembargador Carlos Roberto Santos Araújo foi flagrado jogando xadrez em seu computador na mais importante sessão do pleno do Tribunal de Justiça da Bahia este ano (veja foto ao lado). A reunião ocorrida nesta sexta-feira (4/9) foi convocada extraordinariamente pela presidente da corte, desembargadora Sílvia Zarif, para se discutir o fechamento do Instituto Pedro Ribeiro de Administração (Ipraj), braço gestor do TJ baiano. A sessão foi tensa, já que se debatia uma determinação do Conselho Nacional de Justiça no último dia do prazo concedido. As informações são do Jornal do Commercio de Pernambuco.

A sessão foi aberta por volta das 9h30 e os desembargadores faziam saudações ao colega Gilberto Caribé, que participava da última reunião do pleno antes de se aposentar. Também faziam críticas à cobertura da imprensa sobre os assuntos do TJ-BA, quando o repórter fotográfico Haroldo Abrantes, do jornal A Tarde, percebeu a cena. Foram feitas seis fotos, nas quais Araújo aparece concentrado, olhando para o monitor do computador.

Na sexta foto, a interface do programa mostra que a partida entre o desembargador e a máquina estava na 18ª jogada. E era a vez do magistrado jogar. “You move”, avisava o programa. O desembargador Araújo pensava na sua próxima jogada, enquanto os desembargadores reclamavam do resultado da pesquisa da Fundação Getúlio Vargas divulgada na terça-feira (1º/9), cujo resultado deu ao TJ-BA a pior avaliação do Brasil.

“Eu não estava jogando xadrez. Abri a página antes de a sessão começar, por curiosidade”, alegou o desembargador. “E a página ficou aberta [ao longo da sessão]”, completou ele, que só se manifestou uma vez na sessão, que durou cerca de quatro horas. Os cliques do fotógrafo, no entanto, dizem o contrário. Entre a primeira e a sexta foto foram feitos dois movimentos: o 17 e o 18.

Perguntado sobre a importância do uso do computador durante a sessão, o desembargador afirmou que a ferramenta serve para “dirimir dúvidas rapidamente”.

O fotógrafo do jornal conta que o desembargador foi avisado sobre as fotos. “Alguém da plateia nos viu fotografando e telefonou avisando ao desembargador para ele mudar a tela do computador. Quando me virei, a tela já tinha sido modificada”, conta Abrantes.

Os desembargadores debateram o projeto de extinção do Ipraj e decidiram pelo seu adiamento.


Fonte: http://www.jusbrasil.com.br/noticias/1854926/desembargador-joga-xadrez-e-leve-xeque-mate-de-fotografo

342- vamos jogar damas, pessoal!

Lei de Incentivo ao Esporte

O Ministério do Esporte aprovou mais um lote de projetos para captação de recursos pela Lei de Incentivo ao Esporte.

Confira quem está no páreo para buscar o dinheiro via isenção fiscal:

Associação Itajaiense de Incentivo ao Desenvolvimento Esportivo e Social
4º Jogos Aberto de Verão
Cidade: Itajaí - SC
Valor aprovado para captação: R$ 794.131,00

Confederação Brasileira de Futebol de Salão
Revelando talentos, formando cidadão através do Futsal no Ceará
Cidade: Fortaleza - CE
Valor aprovado para captação: R$ 495.028,72


Prefeitura Municipal de Açucena
Açucena em Ação
Cidade: Açuçena - MG
Valor aprovado para captação: R$ 406.444,20


Confederação Brasileira de Damas
78º Campeonato Mundial de Jogo de Damas de 100 Casas
Cidade: São Caetano do Sul - SP
Valor aprovado para captação: R$ 1.321.477,50


Federação Eqüestre de Alagoas
Campeonato Brasileiro de Jovens Cavaleiros 2009
Cidade: Maceió - AL
Valor aprovado para captação: R$ 704.371,28


Clube dos Paraplégicos de São Paulo
Campeonato Brasileiro Basquetebol em Cadeira de Rodas
Cidade: São Paulo - SP
Valor aprovado para captação: R$ 416.738,70

Fonte: Blog do Cruz (excelente blog!!)

341- Hummmmmmm, camufla..........!!



Ainda saiu correndo atrás do cara querendo mais!!!

340- Mergulhem no oceano jurídico brasileiro!

Novo blog de um amigo de Maiakowsky. Quem se interessa pela produção jurídica brasileira, vale a pena visitar.
Oceano Jurídico
Destinado ao registro e apresentação de produções e informações relevantes do oceano jurídico brasileiro.
www.oceanojuridico.blogspot.com

terça-feira, 8 de setembro de 2009

339- Musas do Tênis I

Maria Sharapova.......ai.............

338- Eu, eu, eu, o Murray se fu.......

Murray é surpreendido e cai no US Open

Murray se irrita com derrota
Murray se irrita com derrota
Kléber, só lhe resta o Del Potro.......

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

337- Quartas de Final

O jogo acontece na quarta-feira, ainda sem horário definido.

Roger Federer (Suíça)
X
Robin Soderling (Suécia)

Confronto direto:


Campanha do Federer no torneio:
1ª Rodada: Devin Britton (Estados Unidos) 6-1 6-3 7-5
2ª Rodada: Simon Greul (Alemanha) 6-3 7-5 7-5
3ª Rodada: Lleyton Hewitt (Austrália) 4-6 6-3 7-5 6-4
Oitavas: Tommy Robredo (Espanha) 7-5 6-2 6-2

Campanha do Soderling no torneio:
1ª Rodada: Albert Montañes (Espanha) 6-1 3-6 6-1 6-4
2ª Rodada: Marcel Granollers (Espanha) 2-0 ret.
3ª Rodada: Sam Querrey (Estados Unidos) 6-2 7-5 6-7(6) 6-1
Oitavas: Nikolay Davydenko (Rússia) 7-5 3-6 6-2 0-0 ret.

________________________________________________________________

Transmissões:
Transmissões na internet:
- ATDHE
- Channel Surfing
- Tennis Form

Live scores:
- Live scores do site oficial
- Livescore.com